Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

Experiências // Camouflage

A minha sexta-feira passada foi assim: cheia de fogo, num jantar inspirado neste elemento da natureza. Mas não um jantar normal, daqueles de sentar num restaurante, pedir um prato e comê-lo com talheres. O João Augusto - cabeça e mãos deste projecto - acredita cada vez menos na experiência convencional de fazer uma refeição fora e, por isso, decidiu finalmente inaugurar o Camouflage.

 

camouflage.jpg

camouflage-2.jpg

 

Inspirado nos conceitos de pop-up dinner e supperclub, onde a ideia é organizar um jantar mais intimista e confortável numa casa e não num restaurante, o Camouflage traz algumas coisas inovadoras para Lisboa. Primeiro, tudo o que vem para a mesa é de origem vegetal e, depois, o propósito de trazer um elemento da natureza como tema central da experiência vai muito para além da forma como a comida é confeccionada.

Ler mais )

Planos para Outubro

OUTUBRO-POST.png

 

À semelhança do que tenho vindo a fazer aqui pelo blog, com a chegada de Outubro é altura de fazer uma mini-reflexão sobre tudo o que se passou num mês tão importante para mim quanto Setembro. Como vos disse aqui, foi mesmo um mês de recomeços ou, pelo menos, de pôr em prática ideias que já tinha há algum tempo. A começar aqui pelo blog: não chamei o Querido, Mudei a Casa, mas quase.

 

 

O que comi

Vá lá, acho que não comi assim taaaanto quanto em Agosto - mas, ainda assim, foi um mês com experiências gastronómicas muito interessantes. Fui, finalmente, conhecer o Infame depois de um namoro prolongado à janela, algo que também aconteceu com o Psi. A propósito da celebração do 77º aniversário da melhor Avó do mundo, experimentei os petiscos (e não só) do Beija-me Burro. Mas a surpresa do mês chegou pelas mãos da Joana Limão no seu Supperclub n'A Subcave, organizado para nos despedirmos dos ingredientes típicos do Verão. 

 

supper-club.jpg

 

Foi um mês mais dedicado ao brunch, já que aproveitei o final do Verão para aproveitar o buffet e a piscina do Sheraton Resort, em Cascais, um salto ao Porto para a estreia do novo espectáculo do Guilherme levou-me a provar as panquecas d'O Diplomata e, num registo mais saudável, deliciei-me com o brunch da Despensa N6. Uma das coisas que me deixou mais feliz foi ter terminado a volta ao globo com o Brunch do Mundo, num brunch dedicado ao continente europeu. Ontem festejámos em grande, com um Best Of dos melhores pratos, de que vos falarei amanhã.

 

brunch-do-mundo.jpg

 

 

O que fiz

Como é o mês do meu aniversário, aproveitei para algumas reflexões acerca das melhores coisas que os 25 anos me trouxeram, assim como sobre as minhas aprendizagens nos últimos dez anos. O pico dos festejos foi o nosso fim-de-semana grande em Lyon, de que já vos relatei o primeiro dia passado em Annecy. Nas próximas semanas vou partilhar convosco o que aconteceu no resto dessa escapadinha. 

 

annecy.jpg

 

Para mim, Outubro é o mês oficial de Outono - a minha estação favorita de sempre. Há quem deteste a bipolaridade do clima nesta altura do ano e não se conforme com o fim do Verão, mas eu não sou claramente essa pessoa. Gosto das folhas a cair, da chegada dos dias mais frios e das desculpas para ficar em casa, debaixo de uma manta, a ler um livro e a beber chá.

 

Acho que é esse o meu principal plano para Outubro: aproveitar a minha casa e abrandar dos mil e um compromissos que têm acontecido na minha vida. Não me estou a queixar, atenção!, mas já partilhei convosco que sou muito caseira e isso anda a fazer-me falta. Para além disso, vou começar aos poucos a planear as duas próximas viagens que temos na calha: Bruxelas em Dezembro e Cuba em Fevereiro do ano que vem (sim, vai acontecer!).

 

A melhor coisa que vai acontecer este mês? Vou dar o meu primeiro Workshop de Escrita Criativa e mal posso esperar que chegue dia 14! Se correr tão bem quanto as inscrições - que esgotaram tão depressa, o que me “obrigou” a abrir nova data - então tenho a certeza que vai ser uma experiência para repetir. Tenho várias ideias para dinamizar estes workshops, nomeadamente fazer uma edição no Porto, estariam interessados?

 

Até lá, gostava de chamar a vossa atenção para o seguinte (de forma completamente imparcial, atenção): o homem que mora cá em casa tem muito talento e vai trazer o seu espectáculo Morrer Estúpido a Lisboa, já na quarta-feira, dia 4. Já o vi noutros locais do país e tenho a certeza que não se arrependerão de o ir ver.

 

Como foi o vosso mês de Setembro e que planos vos traz Outubro? Contem-me tudo!

Supperclub n'A Subcave: dizer adeus ao Verão de forma doce

SUPPERCLUB-POST (1).png

 

Já não me lembro bem como conheci a Joana. Conhecer no sentido mais actual do termo, por isso devia dizer antes “já não me lembro como é que conheci o Instagram da Joana”. Na verdade acho que foi através do Miguel, possivelmente a minha primeira grande fonte de conhecimento no mundo da alimentação e gastronomia.

 

Mas não tenho a certeza e isso pouco importa, porque agora já posso dizer que sei exactamente quando é que conheci a Joana - foi anteontem, no lindíssimo jantar que organizou em sua casa para dizer adeus ao Verão. Foi o segundo Supperclub n'A Subcave, como carinhosamente chama à sua casa. Ninguém diria que mora abaixo do chão, tal é a luz que ilumina todos os detalhes amorosos daquele seu cantinho. Se bem que eu acredito que a própria Joana, com a sua calma e felicidade, consegue modificar o espaço à sua volta.

 

patio-asubcave.jpg

 

Éramos apenas seis e fomos recebidos com a frescura de um Collins Peach & Berries e uma mesa para lá de bonita, posta com muito amor no pátio. Acho que a casa da Joana é um reflexo dela mesma: aos poucos vai-nos mostrando mais espaço e mais pormenores encantadores. A sério, deviam ouví-la a falar dos produtos que deram forma aos pratos que comemos ou dos motivos que a levaram a escolher um vinho e não outro. As pessoas deviam falar mais do que as apaixona e, infelizmente, fazem-no cada vez menos.

 

ementa.jpg

 

Nesta noite, tudo o que veio para a mesa era de origem vegetal, fresco, e de época. Ou melhor, de fim de época, já que a ideia do jantar foi precisamente a de nos despedirmos dos ingredientes que sabem a Verão. Abrimos o apetite e a conversa com uma Tábua de “Quejos” com pão, tostas de chia e um chutney de pêssegos do outro mundo, tudo caseiro.

 

tabua-queijos.jpg

 

Depois tivemos a oportunidade de experimentar o contraste dos figos e do tomate, não só em termos de sabor como de textura e temperatura. Regámos Figos Congelados com uma Sopa de Tomate bem quente e o resultado foi fantástico. E, a seguir, mais uma combinação improvável: chegou à mesa uma salada de funcho e amoras com hummus de pipocas e só vos posso dizer que era maravilhosa.

 

figos-congelados.jpg

sopa-tomate.jpg

  

O último prato salgado - e, possivelmente, o meu favorito - era Beringela com Salsa de Melancia e Croutons de Grão. A Joana mostrou, mais uma vez, ser mestre nas combinações de sabores e texturas, dando-nos a conhecer um novo mundo cheio de possibilidades.

 

beringela.jpg

 

Já sabem que eu não resisto a sobremesas, mas acho que tenho uma nova preferida: um Quinotto com Gelado de Baunilha e Pêssegos com Especiarias. A quinoa estava cozinhada e doce no ponto certo, combinando maravilhosamente com o gelado de baunilha com base de caju, já que nada neste jantar levava açúcares adicionados ou produtos de origem animal.

 

quinotto-sobremesa.jpg

 

Acabámos de jantar, mas estávamos tão embrenhados na conversa que ficámos ali, no pátio da Joana, a desfrutar de umas uvas congeladas cobertas de chocolate e de um chá de hortelã que nos protegeu do frio que começava a fazer-se sentir. Sabem o que é mais engraçado? Apesar do frio e do cansaço típico das sextas à noite, nenhum de nós estava com grande vontade de ir embora. Possivelmente estávamos a tentar fazer àquele momento o que fazemos com o Verão - a tentar prolongá-lo ao máximo, para que não acabasse nunca.

 

Obrigada, Joana, foi a melhor despedida do Verão que podia ter tido.