Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

14.01.20

Porto // Um fim-de-semana

Rita da Nova
Que fim-de-semaninha mais bonito! Depois de termos passado por 2019 sem ir ao Porto, nada como começar este ano com uns dias por lá! Pus-me a caminho na sexta-feira, já cheia de planos para os quase dois dias que passei na cidade. Por mais vezes que vá lá a cima, há sempre imensa coisa para ver e fazer. Ora querem saber como passei este fim-de-semana?       Fui tatuar com o Fred Era o único plano que eu já tinha marcado com antecedência - mas não muita, que deixei passar e (...)
05.11.18

Companhia das Culturas

Rita da Nova
Quando entramos na Companhia das Culturas, em Castro Marim, entramos num espaço com um tempo muito próprio. Aqui tudo é lento - não numa lentidão negativa, que impede as coisas de acontecer, mas numa calma que faz com que as coisas ganhem espaço e momento para crescer. Talvez isso explique o respeito que nutrem pela natureza e o tempo normal das coisas, afinal falamos de um Ecoturismo Sustentável e (...)
08.05.17

Porto: até à última dentada

Rita da Nova
Venho inspirada (e de barriga cheia) desta mini-visita ao Porto e, como prometido, venho deixar-vos algumas ideias de sítios onde comer. Já estive em bastantes restaurantes nesta cidade e posso dizer que tive sempre óptimas experiências - não só pela comida em si, como pela simpatia que é comum às pessoas que atendem ou que estão à nossa volta. Ora, sob pena de listar para aqui uma série deles e nunca mais acabar o post, decidi falar-vos apenas de três sítios por refeição: (...)
06.05.17

Imperdível (no) Porto

Rita da Nova
Cheguei ontem à noite ao Porto, uma cidade que visito muitas vezes por motivos vários. Comecei por vir mais cá por causa de trabalho, depois por causa do trabalho do Guilherme e entretanto tornou-se um sítio para onde fugimos de vez em quando. Tenho a certeza que, se a vida de repente desse uma volta e me visse a morar no Porto, seria tão feliz como sou em Lisboa.   Já perdi a conta às vezes que cá vim, por isso até me espantei comigo mesma por nunca vos ter escrito sobre esta (...)