Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

03.12.19

Verbo para o mês // Dezembro

Rita da Nova
Olá, Dezembro! Então, pronto para vir aqui acabar com a festa que está a ser 2019? Bem sei que todos os meses falo aqui da forma como o tempo passa - umas vezes mais depressa, outras mais devagar -, mas acho que este é mesmo o momento e o espaço ideal para o fazer. Afinal, partilho aqui tanta coisa da minha vida, que faria pouco sentido não vos dizer que este ano teve diferentes ritmos para mim: umas vezes acelerou a fundo, outras andou a molengar, noutras ainda foi uma mistura (...)
08.11.19

Marrocos // O que saber

Rita da Nova
Agora que passou quase uma semana desde o regresso de Marrocos, chegou finalmente a altura de vos falar um pouco da viagem. Como já tinha tido oportunidade de partilhar convosco, não era um destino que eu quisesse muito conhecer, mas foi a melhor possibilidade dentro das condições que tínhamos estabelecido - só tínhamos uma semana de férias, não queríamos gastar muito dinheiro e procurávamos essencialmente ter um choque cultural.     E, nesse sentido, Marrocos foi o local (...)
04.11.19

Verbo para o mês // Novembro

Rita da Nova
Oh senhores, já estamos no penúltimo mês do ano? A sério que isto está mesmo a acontecer? Quando me lembro da viagem à Patagónia e percebo que foi só no início deste ano, até me dá uma coisinha má. Fico sempre pasmada quando aqui venho escrever-vos sobre os meus planos para o mês (nota-se muito?). Mas bom, Outubro terminou da melhor maneira possível - com uma viagem por Marrocos que era mesmo o que eu precisava para parar um pouco.     Por muito que me custe admitir, às (...)
01.10.19

Verbo para o mês // Outubro

Rita da Nova
2019 está a ser uma montanha-russa de emoções, sabem? Chegamos ao décimo mês do ano e eu sinto que passaram décadas desde que começou - já aconteceu tanta coisa. Sei que estou farta de me repetir sobre isto, mas é mesmo uma sensação que não me tem abandonado. O lado bom é que tem sido uma correria que dá frutos; o lado menos bom é que há muita coisa que tem ficado por fazer (o tempo não estica, nem comigo).     Setembro passou num ápice e não consegui fazer todas as (...)