Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

Palavras Cruzadas // Esta conversa de ter filhos

Uma coisa. Uma única coisa para mudar no mundo. O meu lado mais humano e altruísta disparou logo para uma série de possibilidades: não haver cancro, aumentar os níveis de empatia, acabar com o aquecimento global. Tanta coisa que podia fazer e, ainda assim, uma pequena parte de mim fugiu a tudo isto e decidiu concentrar-se num problema que é mais meu do que dos outros.

 

palavras-cruzadas-maternidade.jpg

 

Se eu pudesse mudar uma coisa no mundo, mudava definitivamente as ideias que existem sobre a maternidade. Sobre o que é expectável uma mulher querer e fazer quando chega a uma certa idade ou fase da vida. Neste mundo utópico, ninguém faria perguntas como “então, quando é que têm filhos?” ou “e constituir família, não?”. Em vez disso, estariam apenas preocupadas com as suas próprias vidas, com os seus próprios filhos e respectivas famílias. E seguíamos todos felizes e contentes, sem nos chatearmos.

Ler mais )

Palavras Cruzadas // Porta Fora

Durante alguns meses de 2015 e outros tantos de 2016 fiz parte de um grupo de Escrita Criativa online chamado CPR - A Reanimação da Escrita, criado com o propósito de nos pôr a escrever sobre os mais variados temas. Confesso que me assustei quando o P.A. sugeriu que nesta semana de Palavras Cruzadas falássemos de Halloween. Não é uma data que me diga algo em particular, nem sou sequer fã de terror. Por isso fiz batota e fui buscar o primeiro (e único) conto que escrevi nesta onda.

 

wander-fleur-651800-unsplash.jpg

Ler mais )

Palavras Cruzadas // A minha agenda de 2018

Um dos exercícios que mais gosto de propor nos workshops de Escrita Criativa é o de escrevermos do ponto-de-vista de um objecto. Decidi que seria engraçado lançar o mesmo desafio aqui nas Palavras Cruzadas. Do meu lado saiu isto:

 

palavras-cruzadas-agenda.jpg

 

É curioso pensar que uma pessoa como tu, com tantas manias de independência e auto-suficiência, precise tanto de mim para viver. Calma, não é que precises de mim como se eu fosse oxigénio, não é bem isso. Mas para essa cabecinha funcionar, dependes demasiado de mim e das minhas páginas.

Ler mais )

Palavras Cruzadas // Primeiro beijo

Durante a primeira hora (e dez minutos) em que nos conhecemos, não trocámos uma única palavra. Quer dizer, ele disse-me que eu ia perder aquele jogo e eu soube logo que ia ganhar - se não o jogo do sério, pelo menos qualquer coisa. A partir daí foi só silêncio e pode-se dizer muito sem dizer nada. Pelo menos pode-se imaginar, que quando se olha directo nos olhos de alguém é quase como se estivéssemos a dizer de facto qualquer coisa.

 

palavras-cruzadas-beijo.jpg

Ler mais )