Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

Madagáscar // Antananarivo

Viajar não é só coisas boas, nem é fazer um esforço para gostar de tudo. A minha experiência em Antananarivo - a capital de Madagáscar e a última paragem da nossa lua-de-mel - serviu para perceber exactamente isso. Embora já tivéssemos feito algumas paragens no aeroporto da cidade, decidimos que só no último dia e meio é que iríamos ao centro para conhecer melhor a capital.

 

madagascar-antananarivo.jpg

Ler mais )

Madagáscar // Île Sainte-Marie

A chegada à Île Sainte-Marie não foi propriamente pacífica, apesar de ficar relativamente perto de Maroantsetra e do Parque Nacional de Masoala, os nossos destinos anteriores. No regresso ao L’Hippocampe disseram-nos que, naquela semana, não haveria barcos para Saints-Marie. E engane-se quem acha que a partida ou não de barcos tem a ver com a meteorologia ou a disponibilidade de combustível. “Há barcos quando há”, é o que vos vão dizer com a maior naturalidade do mundo.

 

madagascar-ile-sainte-marie-3.jpg

Ler mais )

Madagáscar // Parque Nacional de Masoala

Estava muito entusiasmada com a visita ao Parque Nacional de Masoala, uma floresta tropical protegida que fica numa península a este de Madagáscar. No dia em que partimos tivemos que nos levantar muito cedo porque previam que a meio da manhã o mar estivesse muito agitado, impossibilitando a viagem. É possível ir a pé de Maroantsetra até ao Parque Nacional, mas é coisa para levar três dias com acampamentos pelo meio.

 

masoala-praia.jpg

Ler mais )

Madagáscar // Maroantsetra

No dia a seguir ao nosso casamento apanhámos um avião com destino a Paris, onde fizemos escala durante a noite. Na manhã seguinte tínhamos um voo até Antananarivo (“Tana” numa versão mais curta), a capital de Madagáscar. Só que ainda não tínhamos chegado ao nosso destino final - depois de 3h de sono regressámos ao aeroporto de Ivato para apanhar um voo interno que nos levaria à nossa primeira paragem: Maroantsetra.

 

sambava-aviao.jpg

Ler mais )