Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

17.06.19

Feira do Livro // O rescaldo da edição de 2019

Rita da Nova
Mais um ano, mais uma Feira do Livro. É uma das alturas do ano em que me sinto mais feliz - o Guilherme diz que é o meu Natal ou o meu Rock in Rio e eu não tenho como discordar. À semelhança do que fiz no ano passado, voltei a estabelecer regras para comprar livros na feira. A verdade é que, apesar de haver grandes oportunidades, nem sempre compensa comprar livros lá.     Para quem, como eu, não tem dificuldade em ler em inglês (e prefere), não há nada como o BookDepository. (...)
14.06.19

Os livros da Rita // Harry Potter and the Prisoner of Azkaban, J. K. Rowling

Rita da Nova
A minha aventura em Hogwarts continua e dei por mim tão perdida neste terceiro volume da saga Harry Potter - Harry Potter and the Prisoner of Azkaban - que acabei por eleger este livro como a minha leitura para o tema de Junho d’Uma Dúzia de Livros (um livro sobre um sítio que não conhecemos).     Começo por vos dizer que foi, de longe, o livro (e o filme) de que mais gostei até agora - apesar de achar que as adaptações para cinema continuam a não fazer jus às narrativas da (...)
11.06.19

Os livros da Rita // Os meus sentimentos, Dulce Maria Cardoso

Rita da Nova
Os meus sentimentos, de Dulce Maria Cardoso, é um daqueles casos de um livro que se estranha e só depois realmente se entranha. Mal a narrativa começa percebemos que a personagem principal - que é também a narradora - está dentro de um carro capotado, presa apenas pelo cinto de segurança. Basta juntar as peças e rapidamente percebemos que está morta ou prestes a morrer.     A partir daí, acompanhamos esta pessoa com “nome de flor que também é uma cor”, numa viagem ao (...)
29.05.19

Uma Dúzia de Livros // Junho: um livro passado num sítio que não conhecemos

Rita da Nova
Pode parecer um cliché, mas é mesmo verdade: ler é uma forma de viajar e de conhecer locais que, de outra forma, não conheceríamos. Quando não há a possibilidade de viajar, nada melhor do que pegar num livro e mergulhar em mundos novos e diferentes do nosso.     Por isso, em Junho, vamos aventurar-nos em livros que nos levam a sítios que não conhecemos - seja porque não existem, porque existem mas são inalcançáveis ou até porque está nos nossos planos conhecê-los (...)