Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

08.06.21

Música para o mês // Junho

Rita da Nova
Então olá, mês de Junho! Provavelmente repararam que estive ausente do blog nos últimos dias, mas prometo que foi por uma boa causa – uma semana passada na Madeira para descansar e vir cheia de vontade de criar conteúdo. Confesso que me soube mesmo muito bem andar no meio da natureza, quer em caminhadas, quer em mergulhos no mar. Sobretudo depois de tanto tempo em casa, parece que valorizo ainda mais esta ligação à terra.      Para dar as boas-vindas a este mês, que também (...)
25.05.21

Uma Dúzia de Livros // Junho: um livro sobre irmãos

Rita da Nova
Estamos a chegar, oficialmente, a meio desta terceira edição do Uma Dúzia de Livros – o que é que estão a achar? Estão a gostar de fazer parte deste desafio e clube de leitura? Espero que sim e que esteja a ser tão proveitoso para vocês quanto está a ser para mim.      Junho está aí à porta e eu tenho que confessar que estou entusiasmada. O tema deste mês diz-me muito, que tenho cinco irmãos e sempre gostei de explorar esta dinâmica familiar. Sim, é isso mesmo, vamos ler (...)
02.06.20

Música para o mês // Junho

Rita da Nova
Assim de repente, chegamos a meio do ano. Não preciso de dizer o quão atípico está a ser, acredito que todos vocês sintam o mesmo que eu. O conceito de passagem de tempo normalmente já é complicado de definir - às vezes acelera, outras abranda e nem sempre é coerente -, nesta fase que vivemos torna-se ainda mais imprevisível. Para mim, Maio passou num instante, mas nem por isso foi fácil. Achei que traria uma tranquilidade e confiança no futuro, mas não sinto que isso tenha (...)
22.05.20

Uma Dúzia de Livros // Junho: um livro adaptado ao cinema ou televisão

Rita da Nova
Mesmo sendo 2020 um ano tão estranho, o tempo parece continuar a passar à velocidade da luz e, de repente, já estamos a preparar-nos para a sexta leitura d’Uma Dúzia de Livros! Não sei quanto a vocês, mas tenho gostado até mais dos temas deste ano, são um pouco mais fora do habitual. O de Junho, em particular, foi um daqueles em que tive mais dificuldade em escolher, mas não porque tinha pouca variedade cá em casa - exactamente pelo contrário.     Mas comecemos pelo (...)