Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

01.07.22

Música para o mês // Julho

Rita da Nova
Estamos oficialmente na segunda metade de 2022 — e é sempre no momento de escrever sobre a música para o mês que me dá para fazer balanços. Se os dois últimos anos foram de expectativas goradas e constantemente realinhadas, posso dizer que estou a conseguir fazer muitas coisas este ano, o que me deixa muito feliz.     Junho foi um mês incrível, o que pode ou não estar relacionado com o facto de ter passado quase tanto tempo cá como fora de Lisboa. Depois de uma visita à (...)
01.07.21

Música para o mês // Julho

Rita da Nova
Quem é que vai de férias este mês, quem é? Eu não, que já fui no mês passado, mas espero que muitos de vocês estejam a ler este post num local bem descansado, com bom tempo e mais nada na lista de afazeres. Mesmo não tendo férias planeadas, já temos alguns dias marcados para trabalhar fora de Lisboa e celebrar o nosso terceiro aniversário de casamento – sim, já vão quase três anos desse dia tão incrível.      Para mim, Julho será sempre o mês do Verão por (...)
24.06.21

Uma Dúzia de Livros // Julho: um livro passado na tua cidade favorita

Rita da Nova
Ora aqui está mais um tema d’Uma Dúzia de Livros, o primeiro do ano assim mais a puxar ao Verão e às leituras na praia ou piscina – tenho de admitir que são as minhas favoritas, a par das de Inverno com uma manta e chás. Sou uma pessoa de extremos, o que é que se pode fazer?      Quando idealizei o desafio deste ano e os temais mensais, estava à espera que a esta altura já pudéssemos viajar com um pouco mais de segurança e confiança, mas pelos vistos a coisa complica e (...)
01.07.20

Música para o mês // Julho

Rita da Nova
Olá, Julho! Sou só eu que estou especialmente motivada com a chegada deste mês? Como alguns devem saber, eu nunca fui a maior fã do Verão, mas parece que esta coisa de estar meses fechada em casa muda mesmo uma pessoa - e não é que possa ser muito diferente, mas tenho dois fins-de-semana grandes marcados no Alentejo, longe do mundo, e só isso consegue dar-me algum alento.     Ao mesmo tempo, uma parte de mim sente uma nostalgia dos festivais de Verão - logo este ano, que ia ser (...)