Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

01.02.22

Música para o mês // Fevereiro

Rita da Nova
Olá, bom dia. O meu nome é Rita da Nova e estou a desenvolver uma obsessão estranha por Conan Gray. Eu sei que não costumo começar estes posts assim, que normalmente dou aqui um resumo básico do que tem sido a minha vida, mas nada como lançar logo afirmações honestas para estarmos na mesma página desde o início.     Antes de falar da música do mês, então, a minha vida tem-se centrado em três coisas fundamentais: fugir à Covid pelos pingos da chuva, escrever e planear (...)
02.02.21

Música para o mês // Fevereiro

Rita da Nova
Oh, olá, Fevereiro. Quem vai lendo o blog há mais tempo sabe que eu absolutamente odeio Janeiro e acho sempre que demora anos a passar (já li que é “a segunda-feira dos meses”), mas não sei se é por andarmos nesta lógica de vira-o-disco-e-toca-o-mesmo, acreditam que este ano passou a correr? Também pode ser por não saber bem a quantas ando, já, mas peço desculpa a todos os meses de Janeiro “normais” que eu critiquei. Voltem!      Chegados a Fevereiro, o mood não (...)
19.01.21

Uma Dúzia de Livros // Fevereiro: um livro fora da tua zona de conforto

Rita da Nova
Chegamos a Fevereiro e eu ainda espantada com a quantidade de pessoas que continuam a querer juntar-se ao Uma Dúzia de Livros. Será que vamos chegar ao final do ano e eu ainda a dizer isto a cada post que faço sobre este projecto?      Estou muito entusiasmada com o tema deste mês porque dou por mim a cair sempre dentro do mesmo género de livros e dos mesmos autores. E quando leio coisas que normalmente não leria, na maior parte das vezes acabo por me surpreender pela positiva. (...)
04.02.20

Verbo para o mês // Fevereiro

Rita da Nova
Bem! E este mês de Janeiro que nunca mais acabava? Achava que era só eu a ter uma aversão gigante a este mês, mas depois dos memes todos que vi sobre o facto de Janeiro ser eterno, parece que não estou sozinha. Lá chegou ao fim e não é por eu não gostar deste mês que ele não me trouxe coisas boas, atenção!     Janeiro foi um mês para estar em casa, a aproveitar os meus gatos, os meus livros e a companhia do Guilherme. Mas também foi o mês em que retomei a vontade de sair (...)