Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

21.08.23

Pageboy, Elliot Page

Rita da Nova
Recebi a notícia da publicação de Pageboy com muito entusiasmo — gosto muito de Elliot Page e fiquei contente com a ideia de poder ler um memoir dele, em que a sua transição de género fosse contada na primeira pessoa. Acho que deve ser muito libertador poder tomar conta da narrativa e contar os factos como ele os viveu e sentiu.     Ainda assim, e tendo em conta que leio/oiço bastantes autobiografias e livros de memoir, devo confessar que tive alguma dificuldade em navegar pela (...)