Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

30.08.18

Restaurantes // Petisco Saloio

Rita da Nova
Dir-se-ia que, hoje em dia, não se abrem tascas novas. Mas quem dissesse isso estaria seguramente enganado. O Petisco Saloio, no Campo Pequeno, é a prova viva de que é possível continuar fiel ao conceito de tasca e - mais! -, que é possível que as tascas sejam coisa de gente nova.  O Diogo e o Carlos são as cabeças (e as mãos, já que fazem um pouco de tudo) por detrás deste (...)
28.08.18

Restaurantes // As Ladras

Rita da Nova
Quem são As Ladras? As Ladras são duas irmãs. Decidiram abrir um espacinho numa rua íngreme de Santa Apolónia, com vista privilegiada para o Tejo. O nome não vem só da proximidade com a Feira da Ladra, mas também do facto de irem “roubar” ideias gastronómicas aos outros países. Mas não se preocupem, aqui os ingredientes são todos frescos e nacionais, só a inspiração (...)
24.08.18

Pasta Non Basta // A nova carta de Verão

Rita da Nova
No Verão almoçamos sempre mais vezes juntos. Ele tem menos trabalho, eu tenho mais vontade de sair do escritório a meio do dia. Já no ano passado tinha feito aqui uma declaração aos almoços de Verão e a verdade é que continuo a ser muito fã destes momentos a meio da semana.  Depois de termos explorado a zona toda do Parque das Nações e Marvila, perto de onde trabalho, decidimos ter um desses almoços mais perto de casa. O Pasta Non Basta não é novidade - nem em Lisboa, nem (...)
23.08.18

Restaurantes // Delfina - Cantina Portuguesa

Rita da Nova
Nos dias que correm é cada vez mais raro sair para comer comida típica portuguesa em restaurantes lisboetas. É uma coisa que adoro fazer noutras regiões de Portugal e, até, naqueles restaurantes antigos, que fazem parte da história da capital. Mas, por algum motivo, os novos restaurantes típicos não me atraem tanto - prefiro conhecer novos conceitos, comida de fusão, formas de cozinhar e ingredientes diferentes.  À mesa do