Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

01.01.22

Obrigada, 2021!

Rita da Nova
Não sei se tenho grande coisa a acrescentar ao que fui dizendo sobre este ano, que pareceu tão curtinho e tão longo ao mesmo tempo. Foi um ano de muitas conquistas, mas também de algumas perdas importantes — ainda não estou em paz com algumas delas, mas estarei porque é para isso que o tempo serve. Acho que isto me ensina a ter muita calma e não fazer grandes planos, porque tudo pode mudar de um momento para o outro (e não é que há uma certa tranquilidade quando aceitamos que a (...)
23.09.21

30 coisas que aprendi antes dos 30

Rita da Nova
Faço hoje trinta anos e ainda não sei bem o que sinto em relação a isso. Se por um lado estou entusiasmada por entrar numa nova fase da minha vida, por outro também tenho receio que o tempo esteja a passar depressa de mais. Mas chegar aos trinta dá-me a oportunidade de olhar para tudo o que se passou até agora, para todas as coisas que vivi. Esse balanço é importante porque me mostra que, mesmo que o tempo passe de facto depressa de mais, os anos que passaram vieram acompanhados (...)
01.01.21

Obrigada, 2020!

Rita da Nova
Não há nada que possa dizer sobre 2020 que vocês não saibam já, que vocês não tenham também sentido na pele. Foi uma das maravilhas deste ano, não é? Esta sensação de que estamos juntos a passar por algo, apesar de não estarmos bem juntos. E, ao mesmo tempo, a sensação de que nunca estivemos tão sozinhos, tão virados para dentro.   Ao contrário dos outros anos, não espero nada para o 2021 que hoje se instala. Dá-nos o que tiveres, que eu já estou por tudo – sei (...)
08.07.20

Dois anos de casamento

Rita da Nova
Faz hoje 5 anos que nos conhecemos e 2 que casámos. Já aqui vos falei muito sobre o nosso casamento e acho que as coisas que fui escrevendo no blog são uma boa documentação de como a minha perspectiva mudou ao longo do tempo. Se há uns anos não acreditava no casamento e no que ele representa, com o casamento de amigos e a própria evolução da minha relação com o Guilherme, a minha perspectiva mudou muito.     Ao dia de hoje, nada me faz mais sentido do que termos casado - (...)