Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Ter | 28.05.19

Rússia // Ilha de Kizhi

Chegou finalmente altura de vos falar do último destino que visitámos na nossa viagem à Rússia. Depois de uns dias por Moscovo e outros tantos por São Petersburgo, apanhámos novamente um comboio para Petrozavodsk. O mais interessante neste destino de nome impronunciável não é tanto aquilo que lá encontramos, mas o facto de ser um ponto de partida para pequena Ilha de Kizhi.

 

1.jpg

 

Normalmente é mais fácil e barato chegar lá, mas nós tivemos que organizar uma tour personalizada pela VisitRussia porque os barcos de Petrozavodsk até Kizhi só começam a funcionar no início de Maio, quando o Lago Onega está completamente descongelado - e recordo que nós fomos no final de Abril. Desta forma, tivemos que fazer 4h de carro até Velikaya Guba e, daí, apanhar apanhar um hovercraft (uma embarcação que anda em cima do gelo) até Kizhi.

 

E o que há de tão importante assim na Ilha de Kizhi para valer a pena fazer este desvio enorme? É uma ilha de apenas 5km2, com duas pequenas aldeias de agricultores e um dos edifícios considerados Património da Humanidade pela UNESCO. Chama-se Kizhi Pogost - pogost é o nome russo dado ao conjunto de duas igrejas e uma torre de sino - e foi construído no séc. XVII totalmente em madeira.

 

KIZHI-1.png

 

A parte boa de fazer esta tour privada - muito embora tenha ficado pelos 250€ por pessoa - foi o facto de termos sido as primeiras turistas a pisar a ilha neste ano e termos visto a cúpula da Igreja da Transfiguração (a maior) completamente restaurada. Para além disso, o guia levou-nos a comer uns pastéis típicos e a conhecer algumas das ferramentas usadas para trabalhar a madeira.

 

6.jpg

 

Vale muito a pena conhecer este local, mas recomendo vivamente que tentem ir na época alta, quando os percursos de barco funcionam normalmente. Não só vos fica bastante mais barato, como demoram cerca de 1h30 a chegar lá, em vez de um dia inteiro. Uma coisa é certa: a estrutura é tão frágil que é de espantar que tenha durado tanto tempo, por isso se forem à Rússia não deixem de ir visitar. Foi nossa última paragem antes do regresso a Moscovo para apanhar o avião de volta para casa e deixou muito boas memórias.

 

KIZHI-2.png

 

Mas não pensem que já vos disse tudo o que tinha a dizer sobre a Rússia! Para a semana conto falar-vos de uma parte importantíssima - a comida. Até lá, quero saber se já tinham ouvido falar desta ilha.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Rita da Nova

    30.05.19

    Eu também só conheci porque a amiga que veio comigo sabia que isto existia 😂
  • Sem imagem de perfil

    Andreia Morais

    30.05.19

    Muito bom ahahah valham-nos amigos assim :D
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.