Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Restaurantes // Puro

Abre hoje mais um espaço de comida saudável em Lisboa - e que bom que é dar-vos esta notícia. Ontem, Dia Mundial da Alimentação, tive a oportunidade de experimentar o Puro em primeira mão. Pensado pelo Chef António Amorim para ser uma cafetaria e restaurante, é a prova de que a mesma pessoa pode criar coisas tão diferentes quanto a Fábrica do Pastel de Feijão, o Pão à Mesa e, agora, este sítio completamente green.

 

puro-1.jpg

 

Há opções para todos os gostos, mas em todas elas há duas coisas garantidas: um esforço máximo pela sustentabilidade e uma vontade grande de criar comida saudável e saborosa. Entramos directamente para a cafetaria, onde podemos pedir pão, bolos e doces sem açúcar e/ou glúten, chás, cafés e sumos.

 

puro-cafetaria.jpg

puro-padaria.jpg

puro-panquecas-espinafres.jpg

 

Um pouco mais à frente temos a cozinha aberta, onde vemos serem preparadas as nossas saladas ou massas. O esquema é simples: escolhemos a base (quinoa, arroz integral, penne, massa integral ou tagliatelli verde), o molho e três guarnições das que estiverem disponíveis no dia. Se tivermos mais pressa e quisermos comer qualquer coisa rápida ou levar algo connosco, então basta ir até à zona de Grab&Go. Aqui encontramos saladas, iogurtes, frutas, sandes e chás frescos.

 

puro-grab-and-go.jpg

 

E agora vocês dizem: ah Rita, mas essas coisas do takeaway gastam imenso plástico e tu ainda dizes que este espaço é sustentável? Pois, meus amigos, mas aqui no Puro é diferente. Exceptuando os recipientes para molhos, que ainda estão a ser solucionados, o resto da comida para levar vem em frascos de vidro. Se quisermos levar connosco temos que pagar um extra pela embalagem, mas esse valor é recuperado se a devolvermos numa próxima visita. Uma excelente ideia, não acham?

 

Eu aproveitei para explorar esta área do Puro e comi a Salada de requeijão com couscous, beringela e amêndoa. Temperei com vinagrete de mel e mostarda e acompanhei tudo com um chá frio (sem açúcar, claro). O Guilherme acompanhou-me neste almoço (fala-se em Dia Mundial da Alimentação e ele diz logo que sim) e aproveitou para experimentar uma Massa Penne com salteado de legumes, brócolos, frango e molho de abóbora assada e tomilho. Eu provei e estava muito boa.

 

puro-salada-cha.jpg

 

É contra a minha religião rejeitar doces, sobretudo se forem o mais saudáveis possível, por isso tive que provar várias coisas. Dividimos uma fatia de Bolo de Beterraba, outra de Salame de Amendoim e Aveia e duas Energy Balls.

 

puro-energy-balls.jpg

puro-salame.jpg

 

Com espaços assim não há desculpa para não comermos de forma um pouco melhor e ajudarmos o ambiente. O Puro só fecha ao domingo e, nos outros dias, está aberto das 7h às 20h. Ficaram com vontade de fazer uma visita?

6 comentários

Comentar post