Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Qua | 09.01.19

Restaurantes // Mesa do Bairro

Sabem aqueles restaurantes que ficam muito perto de casa, mas que acabamos por nunca visitar? Não é que faltem oportunidades, parece apenas que estão tão perto que acabam esquecidos na lista de sítios onde ir. Foi isso que me aconteceu com o Mesa do Bairro. Já tinha falado várias vezes sobre ele ao Guilherme e dado como sugestão para jantares com amigos, mas acabou por nunca acontecer - até esta semana.

 

mesa-do-bairro.jpg

 

O mais engraçado é que a ideia nem partiu de mim, embora eu tenha dito logo que sim. Fica a uns 10 minutos a pé de minha casa, pelo que pude fazer uma das coisas que mais gosto - ir jantar fora sem ter que tirar o carro do sítio ou ir de transportes. Até porque o passeio de regresso a casa sabe sempre bem, para desmoer a refeição.


Começando pelo início: quando entramos no Mesa do Bairro, que tem dois andares, temos acesso directo à garrafeira, que serve o restaurante e vende vinho para fora. Foi-nos explicado que, se comprássemos o vinho para o jantar ali e o levássemos para cima, conseguimos tê-lo a preço de garrafeira. A maioria dos estabelecimentos faria o contrário e tentaria vender-nos a opção mais cara, mas fiquei agradavelmente surpreendida com o conceito deste sítio.

 

mesa-do-bairro-garrafeira-1.jpg

mesa-do-bairro-garrafeira.jpg

 

Depois de alguns conselhos e sugestões, lá pegámos numa garrafa de Soalheiro Branco - pela qual pagámos menos 10€ do que no restaurante - e subimos. O andar de cima é completamente dedicado ao restaurante e foi enchendo, o que eu não estaria à espera a uma segunda-feira. Enquanto enganávamos a fome com um cesto de pães, um queijinho, manteigas e patés, fomos escolhendo os pratos principais.

 

Para a mesa vieram: umas Bochechas de Porco Confitadas com Açorda de Coentros e Alho, um Brás de Camarão e uns Filetes de Peixe Fresco com Arroz de Amêijoas. Tinha tudo óptimo aspecto, mas eu andava a namorar o Atum Braseado com Puré de Feijão Frade há demasiado tempo para não o pedir. E estava ainda melhor do que aquilo que imaginei, acreditam?

 

mesa-do-bairro-bochechas-porco.jpg

mesa-do-bairro-bras-camarao.jpg

mesa-do-bairro-filetes-peixe.jpg

mesa-do-bairro-atum.jpg

 

Tal como nos pratos, que são uma reinvenção da comida tradicional portuguesa, o Mesa do Bairro aplica esta diferença também nas sobremesas. O Creme Brulée de Chocolate Branco e Limão tinha bom aspecto, mas foi o Macaron com Requeijão de Seia e Doce de Abóbora, juntamente com o Pastel de Nata com Gelado de Canela que me chamara a atenção. Adorei o macaron, mas de facto o pastel de nata reinventado é tudo nesta vida e devem mesmo pedi-lo se lá forem.

 

mesa-do-bairro-creme-brulee.jpg

mesa-do-bairro-macaron.jpg

mesa-do-bairro-pastel-nata.jpg

 

Como podem calcular, fiquei chateada comigo mesma por não ter ido ao Mesa do Bairro mais cedo porque é realmente uma excelente opção para quem quer comida portuguesa, mas está farto das coisas do costume. Para além disso, o espaço é aderente Zomato Gold, por isso a refeição fica mesmo em conta. Agora vá, quero saber: já conheciam este espaço ou ficaram com vontade de conhecer?

 

Mesa do Bairro Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Rita da Nova

    11.01.19

    Olá,
    Basta carregar no link que está na expressão "Mesa do Bairro", no primeiro parágrafo, para saber todos os detalhes do restaurante.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo

    11.01.19

    Claro. Percebi. Seria mais simpático, em homenagem aos leitores, e aos prioritários, dizer você própria. Mas, elegante. E educado.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.