Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Q&A #3 // Instagram, fotografia, objectivos e muito mais

Na semana passada usei a funcionalidade de perguntas no Instagram para que pudessem deixar as mais variadas questões. O objectivo, como vos disse na altura, era usá-las para fazer um post de Q&A - um formato de que gosto muito, mas que só faço de tempos a tempos. Abrir espaço às vossas perguntas é óptimo, já que me ajuda a perceber exactamente o tipo de temas de que gostam que fale por aqui.

 

q&a.jpg

 

Ainda tinha umas três perguntas guardadas, que não chegaram a tempo do último post de Q&A. Sem mais demoras, aqui ficam as perguntas e respectivas respostas:

 

Como é que as tuas fotos ficam tão bonitas e claras?

O primeiro passo é optar por fotografar, por definição, em cenários mais claros e minimalistas. Se a luz da fotografia ajudar, não será preciso muito trabalho de edição. Normalmente utilizo duas apps: Lightroom, para ajustar a exposição, o contraste, os brancos, as sombras, entre outros (depende da fotografia) e VSCO, para colocar filtros (quase sempre uso o A6, que é excelente para comida).

 

q&a-fotografias.jpg

 

 

Gostas de autores brasileiros? Quais?

Não leio tantos quanto gostaria, confesso. Mas gosto muito da escrita em português do Brasil, por norma é mais ligeira e musical, até. Gosto muito de Jorge Amado, Clarice Lispector e até de Matilde Campilho (bem sei que não é brasileira, mas tem grande influência na escrita).

 

q&a-livros-brasileiros.jpg

 

 

Com manter a disciplina de escrita?

Ajuda-me muito ter o blog e ter o compromisso de mim mesma para publicar todos os dias úteis. Sem ter uma plataforma para publicar torna-se mais complicado, mas há sempre métodos como reservar um momento do dia para escrever ou usar livros estilo 642 Things to Write About e criar o hábito de fazer um exercício todos os dias.

 

 

Como fazes para o teu Instagram e blog crescerem?

Ainda ontem fiz uma série de Instagram Stories sobre o tema. Acho que o principal é não viver obcecada com isso, pelo menos não me preocupo minimamente com números. Eu não planeio as fotografias do meu feed de Instagram nem uso tácticas de crescimento, como hashtags, grupos de engagement e coisas que tais. Publico o que quero e o que gosto, sem pressão de as fotografias condizerem umas com as outras ou de saber que estou a publicar na melhor hora para ter comentários e likes. O mesmo acontece no blog. Se isso significa que o crescimento é mais lento? Sim, mas pelo menos tenho a certeza que as pessoas que me lêem e vêem o fazem porque gostam das coisas que partilho.

 

 

Principal objectivo até ao final do ano?

Esta foi especialmente complicada. Pensei em várias coisas que poderia responder, mas a grande verdade é que o meu principal objectivo até ao final do ano é reunir o máximo de condições (financeiras e não só) para ir descansada à Patagónia, em Fevereiro. Por falar nisso, já marquei os voos! Agora é trabalhar ao máximo para que se concretize sem estar com a corda ao pescoço.

 

 

Três cidades europeias onde gostarias de viver durante um ano?

É claro que eu tinha que complicar esta resposta, não é? Se a língua não fosse uma limitação, escolhia Amesterdão, Copenhaga e Lyon. Se tivesse que conseguir safar-me minimamente com a língua, escolhia Turim, Madrid e Edimburgo.

 

q&a-turim.jpg

 

 

Para quando o clube de leitura?

Bem sei que estou em falha para com este projecto, mas quis dar toda a minha atenção ao Dividimos a Conta, pelo menos nesta fase de arranque. Para além disso, ainda não consegui pensar num modelo que seja inclusivo, mas que ao mesmo tempo permita que os participantes tenham proximidade. Mas prometo ter isto em mente para um futuro próximo!

 

 

Há mais perguntas desse lado? Já agora, o que é que acham deste tipo de posts? É algo que gostavam de ver com mais frequência aqui pelo blog? Digam de vossa justiça caixa de comentários, vamos falar sobre isto!

11 comentários

Comentar post