Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Porto // Mundo

Bem-vindos ao Mundo”, foi assim que nos receberam quando chegámos, com aquela simpatia que é sempre mais do Porto do que de outras cidades. E, deixem-me que faça já este disclaimer, durante a nossa viagem pelos sabores que o restaurante Mundo tem para oferecer, a simpatia foi o melhor acompanhamento que nos podiam ter servido. Mas já lá vamos.

 

mundo-cocktail.jpg

 

Primeiro, é importante dizer que o Mundo fica na Rua da Picaria, a casa daquele que é possivelmente o meu restaurante favorito no Porto - o Cruel. Parecendo que não, é coisa para subir um bocadinho as expectativas. Afinal, escolhemos entrar por esta porta e não numa mais acima, por isso já íamos com a atitude “é bom que valha a pena”. E valeu. Porque, mesmo quando algumas coisas não correram assim tão bem, tivemos sempre empregados disponíveis e bem-humorados para colmatar algumas falhas.

 

Eles estavam lá para nos receber e aconselhar, mas também para fazerem o mea culpa quando as entradas demoraram demasiado tempo a chegar. Nós não tínhamos pressa, o restaurante tem um ambiente envolvente, por isso estes pequenos percalços passaram-nos ao lado. O que nos prendeu logo, pelo contrário, foram os cocktails da casa. Eu bebi um Asian Mule, que vinha numa caneca e levava cerveja de gengibre e wasabi. Foi uma excelente forma de começarmos e de acompanharmos o Couvert. Deste destaco apenas os wontons, já que o pão, os grissinios, o hummus com miso e a manteiga de algas não encantaram por aí além.

 

mundo-asian-mule.jpg

mundo-couvert.jpg

 

Já as entradas quentes que escolhemos… minha nossa!, podia viver só delas. Depois de muito percorrer o menu com os olhos, lá nos decidimos: formos para o Salmão curado em croquetas de tinta de choco e kimchi e para o Pão a vapor em gema e trufa Preta. Na altura disse logo que estes pãezinhos eram claramente melhores, mas com o passar do tempo acho que estavam ambos quase ao mesmo nível.

 

mundo-salmao-curado-croquetas.jpg

mundo-pao-vapor-gema-trufa.jpg

 

Nós não tínhamos muita fome - inacreditável, eu sei -, por isso optámos por pedir só um prato principal para dividir. Atenção que os pratos não são muito grandes, nem é suposto serem, já que a lógica aqui é partilhar. Uma coisa que nos custou muito a fazer com estas Costelinhas de porco a cair do osso. Estas cumprem (e bem!) a promessa do nome e desfazem-se assim que lhes tocamos com os talheres. São temperadas com molho BBQ de tamarindo, salada de ervas, fruta verde e amendoins e nós pedimos ainda o Feijão comprido no wok com miso e sésamo.

 

mundo-costeletinhas-a-sair-do-osso.jpg

mundo-feijao-comprido.jpg

 

Queríamos algo mais leve e fresco para terminar a refeição, logo o Ceviche de Fruta caiu na perfeição à nossa frente. Tem em tudo o aspecto de um ceviche tradicional, mas em vez de peixe leva morango, abacaxi e manga. A batata doce, o abacate e o leche de tigre continuam lá e compõem o ramalhete.

 

mundo-ceviche-fruta.jpg

 

Contas feitas, achei só um bocadinho caro para o tamanho das doses - entendo que os pratos sejam feitos para partilhar, mas bastava se tivéssemos um bocadinho mais de fome,  das duas, uma: ou tínhamos pedido mais coisas e pago uma nota preta, ou tínhamos ficado desconsolados. Parece-me que o Mundo ainda tem pontos a melhorar, mas já tem o essencial: simpatia e boa vontade.

 

Pessoas do Porto, já conhecem este restaurante? Que outros me aconselham para uma próxima visita?

 

Mundo Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

2 comentários

Comentar post