Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Qua | 30.01.19

Palavras Cruzadas // Verdade vs. Mentira

Por causa do trabalho, acompanho de perto uma newsletter chamada “Salmon Theory”, escrita por um planner estratégico português a viver no Reino Unido. A premissa é simples: aproximar o trabalho de estratégia (digital, de comunicação, de marca, etc) à filosofia - enquanto forma de pensar e estar no mundo. Porque é que vos conto isto tudo? Porque, para 2019, a ideia dele é explorar temas que são binários, mas não deviam sê-lo.

 

annie-spratt-167089-unsplash.jpg

 

E foi isso que me inspirou a trazer essa discussão para aqui, sem saber muito bem que tema queria abordar. Mas depois lembrei-me do principal, aquele que me fez ter muitas dificuldades em ser jornalista: verdade vs. mentira.

 

Crescemos a acreditar que tem que haver uma verdade única e, às vezes, universal sobre os temas. É-nos muito complicado pensar que várias coisas contraditórias podem ser verdade ao mesmo tempo, que entre o preto e o branco há muito mais do que 50 sombras de cinzento. Não há uma só verdade e eu tenho muitas dificuldades em definir exactamente esse conceito. As religiões são a prova mais antiga de que cada pessoa, cada cultura, pode ter verdades completamente diferentes.

 

Enquanto pensava em tudo isto, lembrei-me de uma das minhas TED talks favoritas: The Danger of a Single Story, da Chimamanda Ngozi Adichie - de quem já é comum falar aqui pelo blog. E acho que ela explica muito melhor que eu as consequências de encararmos o mundo como binário, no que toca ao que é verdade e ao que é mentira:

 

 

Se tivessem que escolher uma coisa que é binária, mas não deveria ser, qual escolheriam?

 

____

Este é o 30º post da rubrica Palavras Cruzadas, criada em parceria com o P.A., mas vocês também estão mais do que à vontade para pegar nos temas e escrever sobre eles. Como disse, o tema desta semana foi ideia minha. Isto significa que para a próxima estou completamente nas mãos dele. P.A., lemo-nos quando voltar de férias?

9 comentários

Comentar post