Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Ter | 11.06.19

Os livros da Rita // Os meus sentimentos, Dulce Maria Cardoso

Os meus sentimentos, de Dulce Maria Cardoso, é um daqueles casos de um livro que se estranha e só depois realmente se entranha. Mal a narrativa começa percebemos que a personagem principal - que é também a narradora - está dentro de um carro capotado, presa apenas pelo cinto de segurança. Basta juntar as peças e rapidamente percebemos que está morta ou prestes a morrer.

 

2019-06-11 02.22.13 2.jpg

 

A partir daí, acompanhamos esta pessoa com “nome de flor que também é uma cor”, numa viagem ao passado através dos pensamentos e, possivelmente, das últimas imagens que lhe passam pela cabeça antes de falecer. Conhecemos a relação atribulada que tem com os pais - sobretudo com a mãe -, a sede que tem de destruir tudo o que era deles, o ciúme que a relação da sua filha com os avós lhe causa.

 

se a Dora pudesse reconhecer o amor que tem ao Ângelo, se a Dora neste café sujo, ao lado do casal de desconhecidos, reconhecesse o amor que tem ao Ângelo tinha isso para lhe dizer, assim não tem mais nada, o passado não se corrige, ponto final, uma história não se conta duas vezes da mesma maneira

 

Não encontro outra forma de descrever este livro senão esta: é um chorrilho de memórias e pensamentos, muitas vezes avulsos e aparentemente desconexos. Dulce Maria Cardoso passa esta sensação precisamente pela forma como escreve, sem interrupções nem pausas para respirar. Fez-me muito lembrar Saramago e aquilo que ele tem de bom, que é a capacidade de entrar no íntimo de diversas personagens e trazer-nos os seus pensamentos mais escondidos.

 

obrigada, muito obrigada, um aperto de mão, um abraço, um beijo rápido na face, depende das pessoas, da intimidade, da circunstância do cumprimento, os gestos ainda reservam algumas surpresas ao contrário das palavras que se repetem numa lengalenga, as minhas condolências, ainda era muito nova, os meus pêsames, vamos sentir a falta dela, não merecia ir tão cedo, coitadinha, ninguém ouve realmente o que diz, o que é dito

 

Gostei muito de conhecer uma Dulce Maria Cardoso mais emocional e com uma narrativa mais centrada naquilo que as personagens estão a sentir e não tanto num seguimento de uma história bem construída, como tinha conhecido em O Retorno. Ainda assim, aconselho a que partam para esta leitura com muita atenção e resiliência, uma vez que pode ser fácil perder o fio à meada.

 

Quem desse lado já leu algo desta autora? Estou a gostar tanto da escrita dela que aproveitei a Feira do Livro para comprar mais dois: Campo de Sangue e Eliete.

 

_________

Os meus sentimentos por Dulce Maria Cardoso

Avaliação: 7/10

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.