Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 23.11.18

Os livros da Rita // O Pequeno Amigo, Donna Tartt

Descobri Donna Tartt no ano passado, com o primeiro de três livros que escreveu - A História Secreta. Como partilhei na altura aqui pelo blog, foi uma leitura intensa e demorada. Apesar de ter gostado da escrita, não morri de amores pela história. No início deste ano decidi dar uma oportunidade a O Pintassilgo e li-o quase todo num fim-de-semana grande. Foi um dos livros deste ano, definitivamente.

 

o-pequeno-amigo-donna-tartt.jpg

 

Andei durante meses em busca de O Pequeno Amigo, o filho do meio da autora. Uma curiosidade sobre ela: em 26 anos escreveu apenas três livros, o que dá uma média de um livro a cada dez anos. Isso explica que os seus livros sejam enormes e, sobretudo, absorventes. O Pequeno Amigo deixou de ser editado em Portugal e, por muito que me sinta à vontade para ler em inglês, sei que com Donna Tartt seria aumentar a carga dos livros.

 

O livro estava mais perto de mim do que achava, exactamente na casa da Luísa (irmã do Guilherme). Pedi-o emprestado e demorei quase dois meses a lê-lo. A culpa não foi só do livro: eu ando mais cansada e sem vontade de fazer grande coisa quando chego a casa. Mesmo nos fins-de-semana que reservei para ler, só me apetecia dormir e foi isso que fiz. Mas bom, acho que posso dizer que a história não tomou o rumo que eu esperava.

 

A premissa é excelente: Robin, o filho mais velho de três, é encontrado enforcado numa árvore perto de casa aos nove anos. Harriet, a irmã mais nova dele que na altura do assassinato ainda é bebé, decide investigar o que se passou e descobrir o responsável pelo crime quando tem 12 anos. Juntamente com o seu amigo Hely, começa a delinear uma estratégia para se vingar do principal suspeito.

 

Eu achei que a narrativa iria resvalar para a descoberta do real assassino, mas é antes uma história sobre vingança e a forma como esta é um motor para as nossas acções. Talvez por isso tenha ficado um bocadinho aquém das minhas expectativas. Seja como for, é uma história extremamente bem escrita - Donna Tartt a ser Donna Tartt. É sombria, imprevisível e com uma construção de personagens quase perfeita. Não há uma personagem deste livro que não esteja pensada ao detalhe, mas Harriet é a minha favorita.

 

Havia imensas raparigas na escola mais bonitas que Harriet e mais simpáticas. Mas nenhuma delas era tão esperta nem tão corajosa. Com tristeza, pensou nas muitas qualidades dela. Sabia falsificar letras - a letra dos professores - e elaborar notas de desculpa de aspecto adulto como uma profissional; sabia fazer bombas com vinagre e soda cáustica, e imitar vozes ao telefone.

 

Se O Pequeno Amigo me tocou tanto quanto O Pintassilgo? Não. Mas é uma narrativa muito bem construída e que vale a pena ler. Eu aconselho que vão preparados para altos e baixos e para alguns momentos mais sofridos. Mas tirando isso, vale a pena. Quem desse lado já leu este livro?

 

o-pequeno-amigo-donna-tartt-1.jpg

 

 

Tudo o que eu já escrevi sobre os livros da Donna Tartt, para ler aqui:

 Os livros da Rita // A História Secreta

> Os livros da Rita // O Pintassilgo, Donna Tartt

 

_________

O Pequeno Amigo by Donna Tartt

Avaliação: 8/10

Semelhante a: A História Secreta e O Pintassilgo da mesma autora

10 comentários

Comentar post