Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Ter | 18.12.18

Os livros da Rita // Born a Crime, Trevor Noah

I grew up in South Africa during apartheid, which was awkward because I was raised in a mixed family, with me being the mixed one in the family. My mother, Patricia Nombuyiselo Noah, is black. My father, Robert, is white. Swiss/German, to be precise, which Swiss/Germans invariably are. During apartheid, one of the worst crimes you could commit was having sexual relations with a person of another race. Needless to say, my parents committed that crime. In any society built on institutionalized racism, race-mixing doesn’t merely challenge the system as unjust, it reveals the system as unsustainable and incoherent. Race-mixing proves that races can mix—and in a lot of cases, want to mix. Because a mixed person embodies that rebuke to the logic of the system, race-mixing becomes a crime worse than treason.

 

born-a-crime-trevor-noah.jpg

 

Como podem perceber por este excerto, Trevor Noah nasceu fruto daquilo que era considerado crime durante o Apartheid: a mistura entre raças. Ao longo das páginas deste livro, Born a Crime, conta-nos várias histórias de como foi crescer assim durante este regime com a ajuda de uma mãe incrível.

 

Para quem, como eu, só o conhecia de sítios como o The Daily Show ou alguns espetáculos de stand-up comedy, ler todas estas histórias incríveis fez-me ter ainda mais admiração e respeito pelo talento dele. Não só escreve mesmo muito bem, como consegue contar-nos os episódios mais tristes e mais horríveis sem deixar de ter graça. Ao mesmo tempo, explica-nos alguns dos fundamentos do Apartheid e algumas das regras implícitas que se criaram durante essa altura.

 

We tell people to follow their dreams, but you can only dream of what you can imagine, and, depending on where you come from, your imagination can be quite limited.

 

The hood was strangely comforting, but comfort can be dangerous. Comfort provides a floor but also a ceiling.

 

Li muitos bons livros este ano, mas este foi definitivamente o melhor. Não apenas pela qualidade da escrita, mas sobretudo pela forma como nos faz viver cada um dos momentos narrados na primeira pessoa. Não deixa de ser curioso que, não sendo muito fã de não-ficção, me tenha rendido completamente a este livro.

 

Se só puderem ler um livro nos próximos tempos, por favor leiam este. É duro, comovente e demasiado engraçado - tudo ao mesmo tempo e de forma perfeitamente natural. Quem desse lado já leu? O que acharam?

 

_________

Born a Crime by Trevor Noah

Avaliação: 10/10

Semelhante a: I Know Why the Caged Bird Sings de Maya Angelou

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Rita da Nova

    19.12.18

    Era óptimo, mas acho que ainda deve demorar. Podes sempre estar atenta a tours pela Europa, normalmente com antecedência não fica muito caro 😊
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.