Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 23.09.22

Olá, 31!

Aconteceram tantas coisas nos meus 30, muitas mais do que eu esperava. E, ainda assim, aquilo que eu mais antecipava, não aconteceu: não me senti velha, nem triste, nem desmotivada — tudo sensações que me invadiram no momento em que estava a preparar-me para abraçar uma nova década. Muitas pessoas me diziam que os 30 iam ser ainda melhores do que os vintes, que tudo muda para melhor. Embora não conseguisse senti-lo na altura, agora começo a perceber.

 

FullSizeRender (1).jpg

[fiquem com a minha fotografia favorita dos 30, tirada pela minha amiga Patrícia]

 

Acho que também tem a ver com a quantidade de coisas que aconteceram na minha vida neste ano. Tantas, que me parece que passou uma eternidade desde que vos escrevi aqui sobre as 30 coisas que aprendi antes dos 30. Não pretendo fazer hoje o mesmo exercício, até porque este ano foi dedicado a sentir e viver — viagens que estavam por fazer, concertos que estavam por assistir, experiências que estavam por completar.

 

Certamente que vos falarei com mais detalhe sobre tudo isto no final do ano, a propósito do balanço que é habitual fazer aqui pelo blog. Para já, quero só registar — mais para referência futura do que outra coisa qualquer — que a vida é boa. Que coisas boas acontecem quando trabalhamos para tal. Que hoje estou mais feliz do que alguma vez estive. E que, apesar do receio que tinha acerca de uma nova década, até agora está a provar ser incrível. ✨

5 comentários

Comentar post