Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Ter | 06.03.18

O Watt: um back to basics na comida saudável

Acho que nunca tinha falado dele aqui, mas o Chef Kiko é possivelmente o meu Chef português favorito. Aquilo que gosto nele vai muito para além da comida, embora isso fosse motivo mais do que suficiente para visitar os seus restaurantes. Mas numa altura em que os Chefs de cozinha já são autênticas figuras públicas, uma atitude como a dele já é rara de encontrar.

 

o-watt.jpg

 

Esta atitude de quem é extremamente perfeccionista, mas descontraído ao mesmo tempo, contagia tudo aquilo que o Chef Kiko faz. E quanto mais restaurantes dele conheço, mais fã fico. A minha visita recente ao O Watt serviu precisamente para confirmar esta minha ideia.

 

Aberto há menos de um ano na nova sede da EDP, o propósito deste espaço é servir comida saudável. Mas calma, não é “saudável” como estamos habituados a ver por aí, sem glutens, sem lactoses e sem uma data de coisas. N’O Watt não há extremismos, apenas uma preocupação grande em eliminar fritos, reduzir gorduras e brincar com novas formas de adoçar para além do açúcar refinado. Em alternativa, vão encontrar muitos pratos com grelhados, crus ou comida cozida a vapor.

 

A refeição começa com um couvert simples e leve: um Flatbread de Alfarroba delicioso e um Papadum de Grão de Bico que vão entretendo o estômago e dão energia à conversa. Fui acompanhando com um Sumo de Goiaba simplesmente maravilhoso, que devem mesmo experimentar.

 

o-watt-couvert.jpg

 

Este back to the basics nota-se logo no primeiro prato que experimentei, o Tomate Bio com Burrata. Ao tomate biológico em textura acrescenta-se a burrata, o manjericão e o “caviar” de balsâmico. Uma entrada fresca e deliciosa, que deve ser regada com molho de tomate antes de começar. Mas não é a única proposta arrojada nas entradas. Pude também experimentar a Omelete de Claras com Lavagante (que leva caril, côco e espargos) e os Cogumelos e Couve-Flor (com avelã e gema trufada). Este último prato foi um dos meus favoritos porque, já sabem, tudo o que inclua cogumelos ou trufa consegue logo ganhar-me o coração.

 

o-watt-tomate-burrata.jpg

o-watt-omelete-lavagante.jpg

o-watt-cogumelos-couve-flor.jpg

 

Relativamente aos pratos principais que provei, confesso que não consigo dizer-vos qual o melhor. Talvez a Espetada de Polvo Galega (com cevadinha de camarão, mexilhão e ervilha torta) seja surpreendente pela textura e pelo facto de o polvo se desfazer na boca, mas o Bife de Atum com Quinoa tem tudo aquilo que queremos num prato: leveza, sabor e ingredientes que casam muito bem uns com os outros.

 

o-watt-espetada-polvo.jpg

o-watt-atum-quinoa.jpg

 

Quem não souber que as sobremesas deste restaurante não levam açúcar, também não vai desconfiar se provar o Chocolate, Abóbora e Pevides. Primeiro, esta sobremesa tem um nome estranho e só por isso ganhou logo a minha atenção. Gosto quando é dada atenção às sobremesas e se nota vontade de criar algo de diferente. Este prato é, nada mais, nada menos, do que uma panna cotta de chocolate com abóbora grelhada e gelado de pevides. Sei que parece uma combinação estranha, mas acreditem, promete ficar na minha memória durante muitos anos.

 

o-watt-chocolate-abobora-pevides.jpg

 

O Watt é o Chef Kiko a fazer aquilo que sabe fazer como ninguém: brincar com ingredientes, texturas, ideias e a provar que a comida saudável é tudo menos aborrecida. Já conheciam o trabalho deste Chef ou algum dos seus restaurantes? Contem-me qual o vosso favorito na caixa de comentários!

 

O Watt Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Rita da Nova

    06.03.18

    Eu sou uma autêntica fã, adoro tudo o que sai dali. Mas ainda não conheço os espaços no Mercado da Ribeira e agora no El Corte Inglés. Já foste?
  • Ah é verdade! Ao El Corte Inglés ainda não fui, não. Tenho muita curiosidade, até pelos outros chefs e porque já me disseram maravilhas. O do Mercado da Ribeira funciona quase como uma espécie de fusão e best of dos outros restaurantes dele. Com alguns pratos idênticos e misturas dos vários conceitos. Gostei, mas prefiro os outros, mais focados. Adoro a Chevicheria e sobretudo o Talho. O menu de degustação é capaz de ter sido a melhor refeição que já comi (levei na boca daquele jantar, como diz o teu Guilherme no instagram ).
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.