Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Qui | 30.06.22

NYC // Rota das Livrarias

Acho que já não é segredo para ninguém que gosto de fazer rotas literárias nas minhas viagens e, até, planear os meus dias para que seja possível encaixar visitas a livrarias. Voltámos recentemente a Nova Iorque e, como já conhecíamos os principais pontos turísticos, consegui conhecer imensas livrarias — e, claro, trazer a mala cheia de livros novos. Por isso, hoje trago-vos um dois em um: um roteiro de livrarias que podem conhecer quando forem a Nova Iorque e uma espécie de haul de livros comprados.

 

livrarias-nova-iorque.jpg

 

BOOKOFF

Esta livraria não estava nos meus planos iniciais, mas descobri-a logo no primeiro dia e não podia deixar de dar lá um salto. Claro que “um salto” se tornou numa intensa busca por livros, uma vez que é uma loja em segunda mão com tudo o que possam imaginar — livros, vinis, mangas e BD, etc. O segundo andar é todo dedicado a livros e, mais tempo houvesse, mais livros traria, até porque comprar livros novos nos Estados Unidos não é propriamente barato e encontram-se livros em excelentes condições em segunda mão.

 

bookoff.JPG

 

O que comprei lá: The First Person and Other Stories, Ali Smith; Red at the Bone, Jacqueline Woodson; Revolutionary Road, Richard Yates.

 

 

STRAND BOOKSTORE

Já lá tinha estado na minha primeira ida a Nova Iorque e parece que ainda me apaixonei mais desta vez. É uma livraria independente, onde podem encontrar desde novidades a livros em segunda mão, passando por títulos que provavelmente já não encontram noutros sítios — o Guilherme andava louco à procura de um livro mais antigo e só havia lá.

 

strand-bookstore.jpg

 

O que comprei lá: dois blind dates with a book, para abrir no Livra-te com a Joana (Felix Ever After, Kacen Callender; While We Were Dating, Jasmine Guillory).

 

 

MCNALLY JACKSON

É uma cadeia de livrarias independentes e há várias espalhadas pela cidade — nós fomos à Prince Street e à de Williamsburg, e são duas experiências completamente diferentes porque cada uma delas tem uma organização própria.

 

mcnally-jackson.JPG

 

O que comprei lá: Giovanni’s Room, James Baldwin.

 

 

BARNES & NOBLE

Provavelmente é a cadeia de livrarias mais conhecida nos Estados Unidos e percebe-se porquê: é enorme e tem tudo o que possam imaginar. Embora a maioria das pessoas adore a da 5th Avenue, eu sou mais apaixonada pela de Union Square — já lá tinha estado da outra vez e regressei. Ainda assim, em termos de promoções, continuo a preferir a Waterstones no Reino Unido.

 

barnes & noble.JPG

 

O que comprei lá: Beach Read, Emily Henry; This Is How You Lose the Time War, Amal El-Mohtar & Max Gladstone; Girl in Pieces, Kathleen Glasgow; The Dinner List, Rebecca Serle.

 

 

POSMAN BOOKS

Também não estava nos planos, mas quando entrámos no Chelsea Market lembrei-me que existia e que tem uma oferta enorme de não-ficção. Tem também vários souvenirs diferentes do habitual, bem como acessórios para quem gosta de ler.

 

posman-books.JPG

 

O que comprei lá: The Fran Lebowitz Reader, Fran Lebowitz.

 

 

SHAKESPEARE & CO.

Há duas, uma na Broadway e outra na Lexington Avenue e, adivinhem… fomos a ambas! São livrarias independentes, com uma série de eventos associados — não apanhámos nada que nos interessasse, mas há sempre coisas a acontecer!

O que comprei lá: One True Loves, Taylor Jenkins Reid; Topics of Conversation, Miranda Popkey.

 

 

THREE LIVES & COMPANY

Fica em Greenwich Village, um dos meus bairros favoritos de Manhattan, e os senhores passaram o tempo todo a falar de livros e de outras livrarias enquanto lá estivemos. É pequenina, mas nota-se perfeitamente que é uma livraria de bairro e isso é amoroso.

 

three-lives-company.JPG

 

O que comprei lá: Sorrow and Bliss, Meg Mason.

 

 

OUTRAS LIVRARIAS

Passámos por algumas livrarias em que não comprámos nada, estivemos só a ver, mas merecem destaque aqui pelo blog e a vossa visita: Rizzoli Bookstore, Mysterious Bookshop (apenas com livros de mistério e thrillers) e 192 Books.

 

Embora os livros no mercado norte-americano sejam bem mais caros do que no Reino Unido, a verdade é que as capas são incríveis e a maioria das livrarias tem secções onde vende os livros ligeiramente danificados por preços mais em conta — vale sempre a pena espreitar essas secções! Entretanto prometo escrever mais sobre esta segunda ida a Nova Iorque, mas até lá podem deixar todas as perguntas que tiverem nos comentários.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.