Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 16.06.23

Gallant, V. E. Schwab

Depois de ter lido The Invisible Life of Addie LaRuee de ter adorado —, sabia que quereria ler mais coisas de V. E. Schwab, até porque aquilo de que mais gostei foi, sem dúvida, o estilo de escrita da autora. Parti para Gallant sabendo que a história era completamente diferente, mas foi bom encontrar lá algumas das coisas que me estão a fazer apaixonar por esta autora.

 

gallant-v-e-schwab.JPG

 

Olivia Prior é a protagonista desta história, uma rapariga muda que cresce num orfanato e cuja única ligação que tem ao passado é o diário da mãe. Olivia não sabe nada sobre a sua família, apenas percebe, pelos relatos escritos no diário, que a mãe endoideceu. Um dia recebe uma carta de um tio a convidá-la para ir para a Gallant, a casa de família. Porém, quando lá chega, apercebe-se de que ninguém a esperava — e Gallant não é uma casa normal.

 

But the truth is, death is everywhere. Death comes for the roses and the apples, it comes for the mice and the birds. It comes for us all. Why should death stop us from living?

 

Bem vistas as coisas, este livro segue a estrutura normal de um mistério gótico clássico e, no que à narrativa diz respeito, não me surpreendeu. Também compreendo que seja um livro com contornos mais young adult, o que fez com que, para mim, fosse um pouco previsível em alguns momentos. Não deixa de ser uma boa experiência de leitura, ainda assim. Empatizei muito com a personagem principal — embora tenha sentido que não houve uma grande evolução —, mas gostei sobretudo das pessoas que ela conhece em Gallant, principalmente os caseiros que foram tomando conta da casa e que, de certa forma, pertencem à família.

 

Mas uma coisa é certa: a escrita de V. E. Schwab compensa o facto de a história não ser nada de inovador. A autora tem a capacidade de dizer muito com poucas palavras e, ainda assim, de escolher as palavras mais bonitas e mais acertadas para cada momento. Recomendo muito que experimentem ler algo dela, porque acredito que não se vão arrepender.

 

Há por aí fãs de V. E. Schwab? Se sim, o que me recomendam ler a seguir?

8 comentários

Comentar post