Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 30.03.18

Este Oeste: Japão e Itália juntos à mesa

Tenho que começar por vos falar do Este Oeste, recordando a review que fiz da primeira (e única) vez que lá fui. Resumidamente, a minha opinião era a seguinte: espaço giro, comida boa (mas cara) e um atendimento péssimo. Tão mau, que valeu um 2.5 na Zomato e ficou automaticamente na minha lista de restaurantes a não repetir. Lembro-me que na altura fiquei muito triste porque sentia que o espaço tinha tudo para ser perfeito.

 

este-oeste.jpg

 

Esta semana, passados quase quatro anos, regressei a este sítio para perceber se tinha mudado. E, de facto, vim de lá com uma opinião diferente da que tinha. Percebi uma coisa: o atendimento apressado não é defeito, é feitio. É sempre assim, independentemente da hora do dia, porque a equipa está formatada para o corropio de gente que nunca deixou de encher o restaurante desde a abertura. Nos almoços de fim-de-semana, por exemplo, servem-se cerca de 600 refeições, o que denota que este não é um restaurante para quem quer demorar-se.

 

O que é uma pena, porque a comida que servem merecia que tivéssemos esse tempo. Provei tantas coisas boas neste jantar e, ainda assim, ficou a saber-me a pouco - a pouco tempo para aproveitar. Quanto à comida, vamos por partes - e preparem-se porque vai ser longo. Como já podem ter percebido pelo título do post e pelo próprio nome do restaurante, a promessa do Este Oeste é a de juntar ingredientes italianos com ingredientes japoneses.

 

Eu apoio esta ideia, uma vez que são ambas das minhas gastronomias favoritas, e casam estranhamente bem. Talvez por isso os melhores pratos que comi esta noite tenham sido, de facto, os de fusão. Destaco sobretudo o Crispy Salmon (rolo de sushi com salmão braseado, pele de salmão grelhada, cebolinho, pargamena e fiaki sauce) e um semelhante, mas feito com peixe branco e pesto.

 

este-oeste-crispy-salmon.jpg

este-oeste-sushi.jpg

 

Mas há outros, como o Gunkan-Sake (salmão, gorgonzola baseada, compota de pêra, fio de mel e limão), o Gunkan-Suzuki (robalo, porchetta, búfala, tomate assado, azeite e flor de sal), o Usuzukuri Sake (carpaccio de salmão com tártaro de tomate, orégão fresco, balsâmico e croutons de focaccia) e o Usuzukuri Maguro (carpaccio de atum Bluefin com lascas de parmesão, ponzu trufado e agrião).

 

este-oeste-gunkan-sake.jpg

este-oeste-gunkan-suzuki.jpg

este-oeste-usuzukiru-sake.jpg

este-oeste-usuzukuri-maguro.jpg

 

Não se preocupem se forem mais conservadores e não se quiserem por cá com misturas entre cozinha japonesa e italiana. O menu do Este Oeste é tão grande, que na verdade devia chamar-se “caminho entre o Este e o Oeste”, mas é assim para que possa haver também opções mais tradicionais. No que respeita a sushi, recomendo vivamente o Nigiri Sake (barriga de salmão braseado com mostarda de miso, mel e cebola crocante).

 

este-oeste-nigiri-sake.jpg

 

Do lado italiano do menu, opções não faltam. Desde massas, a pizzas, passando por pratos de carne e peixe. Provei alguns pratos, como os Ravioli feitos em forno de lenha (ricotta e espinafres com beringela), as Polpette de Vitela (com batata doce e manjericão) e os Mexilhões no Forno (abertos em molho asiático e cobertos com massa de pizza).

 

este-oeste-ravioli.jpg

este-oeste-polpette.jpg

 

Claro que um dos meus favoritos da noite tinha que ter trufa e cogumelos. Pois é, chama-se Spaghetoni, a massa e fresca e tem cogumelos porcini e trufa. Faz lembrar o que comi recentemente no Pasta Non Basta mas, infelizmente, não consegue ser tão bom.

 

este-oeste-spaghetoni.jpg

 

Um dos ex-libris da casa ainda estava para chegar, na parte das sobremesas. Tem o nome da casa - Este Oeste - e consiste numa Mousse de Oreo di-vi-nal, que deu uma abada à Panna Cotta e ao Crème Brulée de Sésamo que também pude experimentar. Não é que sejam más sobremesas - pelo contrário -, mas estavam numa competição desleal com a mousse.

 

este-oeste-mousse-oreo.jpg

 

Concluindo, é como vos disse: saí do Este Oeste com uma opinião muito mais favorável. Mas, se pudesse deixar um conselho ao restaurante, seria este: um pouco mais de calma no serviço e tudo correrá ainda melhor. Para vocês que me lêem, o conselho é outro: escolham a comida que escolherem, têm obrigatoriamente que acompanhar com o Cocktail Oeste, feito com morangos frescos e sake.

 

Já tiveram a oportunidade de visitar este restaurante ou ficaram com curiosidade em conhecer? Quero saber tudo!

 

Este Oeste Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

2 comentários

Comentar post