Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Copenhaga // Dia 3

Com o voo de regresso a Lisboa marcado para o início da tarde, as nossas últimas horas em Copenhaga foram passadas de forma descontraída. Aproveitámos para fazer algumas das coisas de que mais gostamos e, sendo segunda-feira de manhã, a cidade estava mais calma e vazia. Quase que deu para nos sentimos como um casal local num dia sem trabalho.

 

copenhaga-atelier-september-1.jpg

 

O Atelier September ficava bem perto do nosso hotel, mas durante o fim-de-semana estava sempre cheio. Deixámos a visita (e o brunch) para o último dia e não nos arrependemos. Mais uma vez conseguimos ficar sentados à janela, onde a luz é mais bonita. Gosto tanto deste hábito nórdico de tentar aproveitar ao máximo os poucos raios de sol que têm! Dá-me logo vontade de colocar também uma mesinha perto a uma janela em casa.

 

copenhaga-atelier-september-2.jpg

 

Este café ocupa o espaço de uma antiga galeria de arte e, de certa forma, manteve uma vibe artística. E foi aqui que comi a melhor Tosta de Abacate de sempre: o pão de centeio era fofo mas compacto ao mesmo tempo, o abacate estava no ponto perfeito e cortado de forma muito fina, mas o que fez realmente a diferença foi o tempero (sal, azeite, chili, limão e cebolinho). Voltava lá hoje só para a comer de novo, acreditam? O Guilherme também pediu uma Granola com Toranja e Mirtilos e eu optei pelo Iogurte com Granola, Compota de Courgette e Matcha. Não só eram pratos lindíssimos, como muito saborosos.

 

copenhaga-tosta-abacate.jpg

copenhaga-granola.jpg

copenhaga-iogurte-granola.jpg

 

Não nos apetecia sair dali, mas ainda havia algumas coisas a ver na cidade. Como chovia um bocadinho decidimos inverter os planos e passar o resto da manhã a percorrer algumas lojas e livrarias. Recomendo especialmente duas: Faraos Cigarer (para os nerds que me estiverem a ler) e Arnold Busck, uma livraria gigante na Købmagergade. Tem um espaço grande dedicado a livros em inglês e um andar inteiro com material de escritório. Se forem como eu vão perder-se certamente.

 

copenhaga-arnold-busck.jpg

 

Antes de irmos visitar alguns jardins (era esse o objectivo para a manhã) abrigámo-nos da chuva no Torvehallen, um mercado maravilhoso ao estilo do de San Miguel em Madrid. Tive tanta pena de já ter comido antes! Gostava de ter tido fome para poder aproveitar o mercado ao máximo, mas só o passeio já foi muito bom. 

 

copenhaga-mercado.jpg

 

Assim que o céu começou a limpar e o sol a surgir lá fomos nós conhecer os parques, feitos lagartos. Começámos pelo Botanisk Have (Jardim Botânico) e atravessámos a rua para entrar no Kongens Have. A parte mais bonita deste jardim é, definitivamente, o Rosenborg Slot - um castelo onde estão actualmente guardadas as jóias da Coroa dinamarquesa. Vale muito a pena ir a correr para estes parques em Copenhaga nos poucos minutos em que não está a chover!

 

copenhaga-jardim-botanico-1.jpg

copenhaga-jardim-botanico.jpg

copenhaga-rosenborg-slot-1.jpg 

Sinto que aproveitámos bastante bem as últimas horas deste fim-de-semana tão especial. Mas confesso que, como sempre, já estava com saudades de chegar a casa e agarrar as minhas três bolinhas de pêlo. Deixei-vos com vontade de ir a Copenhaga? Contem-me tudo nos comentários, boa?

 

Se quiserem perceber melhor onde ficam os sítios por onde andámos neste último dia, podem ver aqui no mapa:

 

6 comentários

Comentar post