Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Qua | 26.08.20

Conversations With Friends, Sally Rooney

Querida, Sally Rooney, temos que conversar. É que essa coisa de escreveres demasiado bem - fazendo parecer que é tarefa fácil passar coisas tão complexas de forma tão simples - é um gozo demasiado grande, filha! Tens a minha idade e dois livros cá fora, vê lá se te acalmas.

 

B5C186F5-D981-4E50-87E9-2C4B2C5DFFA5-DAE12C05-BF23

 

Bom, agora que já tirei isto cá de dentro, chegou a hora de vos falar de Conversations With Friends, o livro de estreia de Sally Rooney. Já aqui tinha dito maravilhas sobre Normal People, que recentemente foi adaptado a uma série igualmente incrível. E, sendo muito sincera, achei que nada poderia superar a minha primeira experiência com a autora e estava um pouco receosa de começar este livro. Então decidi levá-lo comigo para o Porto Santo, onde sabia que iria ter mais tempo e disponibilidade mental para me dedicar a ele.

 

O enredo de Conversations With Friends é bem mais rocambolesco do que o de Normal People: trata a história de duas melhores amigas, Frances e Bobbi, que em tempos já foram namoradas. A relação delas parece ter estabilizado na amizade e é então que conhecem Melissa e Nick, um casal cerca de 10 anos mais velho do que elas. A atracção de Bobbi por Melissa torna-se evidente e, quase como consequência, Frances e Nick também se aproximam. As relações que se formam entre estas quatro pessoas vão ganhando forma, não apenas através das interacções que têm em pessoa, mas sobretudo pelos e-mails e mensagens que vão trocando.

 

Sabem o que me aconteceu? Simplesmente não conseguia parar de ler. De certa forma, até fiquei mais presa do que tinha ficado com Normal People.  É que a escrita da Sally Rooney parece até bastante leve, mas tem a capacidade de nos mostrar várias coisas sobre a nossa geração sem nunca ser condescendente ou expositiva. Cada vez acho mais que é a rainha do show, don’t tell - consegue que as personagens nos passem exactamente aquilo que sentem sem isso ter que estar evidente na narrativa ou nos diálogos.

 

Things and people moved around me, taking positions in obscure hierarchies, participating in systems I didn't know about and never would. A complex network of objects and concepts. You live through certain things before you understand them. You can't always take the analytical position.

 

Sim, eu vivo fascinada com esta mulher e com o potencial de escrita que ela tem - estou ansiosamente à espera de um novo livro dela. Enquanto isso, já soube que possivelmente este livro também será adaptado a série e fiquei muito entusiasmada com a notícia! Quem desse lado também tem uma paixão platónica pela Sally Rooney?

 

_________

Conversations With Friends por Sally Rooney

Avaliação: 8,5/10

17 comentários

Comentar post