Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rita da Nova

Seg | 07.05.18

Brunch do Mundo: exploramos a Oceania?

A Oceania não é só a Austrália e a Nova Zelândia. E, gastronomicamente, também não é só Vegemite e carnes estranhas - canguru e crocodilo, por exemplo. Mas eu sabia pouco sobre este continente até, no sábado, ter embarcado em mais uma maravilhosa viagem com o Brunch do Mundo. A Oceania é a mais recente novidade e encerra a segunda temporada deste brunch.

 

brunch-do-mundo-oceania-convite.jpg

 

Surpreende-me como é que o Brunch do Mundo consegue sempre inovar e superar-se, mas a verdade é que este novo menu é mais uma lufada de ar fresco nesta coisa dos brunches de fim-de-semana. O modelo, esse, é o mesmo: cada prato (ao todo são sete) leva-nos a descobrir um território da Oceania, uma zona do globo que - confesso - me é muito desconhecida. Talvez o facto de ir sem expectativas nenhumas tenha feito com que gostasse tanto da experiência.

 

De uma coisa eu tinha a certeza: teria de haver Vegemite algures. Era a única referência que tinha e, de facto, lá estava esta pasta espessa, com um sabor forte a cevada e bastante salgada. Não se adora à primeira e, possivelmente, nem à segunda, mas com o hábito a coisa deve ir lá. Eu cá gostei muito mais dos pãezinhos que nos esperavam como entrada. Este Pão Damper, que pudemos provar simples e com queijo e ervas, assemelha-se bastante a um scone sem ser tão maçudo. Estavam ambos óptimos e quentinhos, não há como resistir.

 

brunch-do-mundo-oceania-vegemite.jpg

brunch-do-mundo-oceania-pao-damper.jpg

 

Reino do Tonga acompanhou-nos durante toda a viagem à Oceania num refrescante Sumo de Melancia, Leite de Coco e Lima. Mesmo eu que não sou grande apreciadora de coco achei que dava um óptimo registo à refeição. E não é que o coco parece ser o ingrediente rei deste continente? Esteve presente em muitos dos pratos, mas nunca de forma muito intensa - o que para mim foi excelente.

 

brunch-do-mundo-oceania-sumo-melancia.jpg

 

Do Kiribati chegou uma Sopa de Abóbora Picante que é reconfortante sem encher demasiado: feita na medida certa para abrir o apetite. Mas um dos pratos favoritos dos 20 viajantes sentados à mesa foi, sem dúvida, o Kaukau de Coco com Ovo “à la Coque”. Sim, parece que estou só para aqui a debitar palavras estranhas, mas não é nada disso. Este prato representa a Papua Nova-Guiné e é delicioso. A doçura do coco e da batata doce contrasta com o picante do gengibre, ao mesmo tempo que a gema do ovo mal cozido envolve todos os ingredientes.

 

brunch-do-mundo-oceania-sopa-abobora.jpg

brunch-do-mundo-oceania-kaukau.jpg

 

O prato seguinte levou-nos à Micronésia e a apresentação estava tão boa quanto o sabor. Este Kelaguen de Galinha com Titiyas levava frango com coco (claro!), que devem ser envolvidos numa marinada. Os triângulos de tortilha ajudam a compor o prato e a fazê-lo ainda mais bonito.

 

brunch-do-mundo-oceania-kelaguen.jpg

 

Os três pratos doces também conseguiram surpreender, sobretudo porque não associava nenhum doce a este continente. Da Austrália chegaram Pikelets com Doce de Morango, umas mini panquecas que os australianos comem a toda a hora, e as Ilhas Marshall foram representadas pela Granola de Cevada e Macadâmia com Creme de Tâmara. Esta nova granola é tão boa que eu tive logo que trazer uma para casa. E sabiam que não precisam de ir ao Brunch do Mundo para podem encomendar as granolas de todos os continentes e algumas edições limitadas? Basta aceder à loja online no Facebook, escolher as que querem e combinar o método de entrega.

 

brunch-do-mundo-oceania-piklets.jpg

brunch-do-mundo-oceania-granola.jpg

 

Mas a minha sobremesa favorita foi, curiosamente, a última a ser servida. Inspirada na Nova Zelândia, esta Pavlova com Fruta era doce, mas muito leve. Tinha kiwi, como não poderia deixar de ser, e resumiu bem as horas que passámos a conhecer a Oceania.

 

brunch-do-mundo-oceania-pavlova.jpg

 

Toda a refeição foi sendo acompanhada por algumas curiosidades sobre cada um dos países apresentados, que nos ajudaram a conhecê-los melhor para além da comida. E, claro, com a conversa boa que se gera sempre no Brunch do Mundo entre pessoas que não se conheciam antes.

 

brunch-do-mundo-oceania-retrato.jpg

 

No final de tudo tive direito a duas surpresas: umas bolachas em formato de ursinho muito comidas pela Oceania, para petiscar com o café, mas mais importante que isso - um convite para participar no Best Of desta segunda temporada do Brunch do Mundo. Sou tão groupie deste projecto que consegui, pela segunda vez, marcar o meu passaporte gastronómico em todas as viagens.

 

brunch-do-mundo-oceania-ursinhos.jpg

 

Mas o final desta edição do Brunch do Mundo só acontece em Julho. Para já ainda podem tentar a vossa sorte para conhecer o menu da Oceania em Junho - sigam o Brunch do Mundo no InstagramFacebook e sejam dos primeiros a enviar um e-mail para garantirem uma vaga. Se não conseguirem, não desesperem! A terceira temporada está quase aí e, segundo percebi, trará ainda mais novidades!

 

_________

Se nunca tinham ouvido falar do Brunch do Mundo (que eu acho difícil) aqui ficam os meus diários destas viagens gastronómicas, para ficarem a saber um bocadinho mais sobre este continente:

> Brunch do Mundo: uma viagem ao continente americano

> Brunch do Mundo: descobrir África através da comida

> Brunch do Mundo: uma volta pela Ásia através da comida

> Brunch do Mundo: terminar a viagem na Europa

> Brunch do Mundo: Best Of de pratos e viajantes

> Brunch do Mundo: uma nova viagem, numa nova casa

> Brunch do Mundo: vamos conhecer o Médio Oriente?

> Workshop de Escrita Criativa sobre sensações com o Brunch do Mundo