Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Ter | 17.03.20

As minhas plantas

Agora que estamos todos mais por casa - e como já tinha prometido - chegou a altura de vos falar das minhas plantas. É provável que vocês também estejam em isolamento voluntário e tenham uma ou outra planta em casa, por isso nada como partilhar as minhas e como tenho aprendido a tratar delas e a compreendê-las melhor.

 

plantas-3.jpg

 

Com a mudança para uma casa maior, soube logo que queria começar a investir nas plantas - não só porque são um óptimo elemento de decoração, mas sobretudo porque conseguem logo dar outra vida ao espaço e são excelentes para ajudar a purificar o ar (umas mais do que outras, já lá vamos). Ao início, confesso, deixei morrer uma. E depois virei-me para os cactos porque é impossível matá-los. Foram sobrevivendo e isso deu-me ainda mais vontade de ter outras plantas e de aprender a cuidar delas.

 

QUE PLANTAS TENHO?

A primeira planta que matei foi uma Calathea. Comprei-a por ser inofensiva para animais, mas rapidamente percebi que exige cuidados demasiado específicos. Não me conformei e depois de ver o vídeo d’A Tripeirinha sobre esta espécie, ganhei vontade de arranjar mais e de aprender a cuidar delas. Dividi-as entre a sala e o meu escritório, sendo que na sala tenho essencialmente cactos e, num sítio inacessível para os gatos, duas Marantas super diferentes umas das outras e uma Pellaea Rotundifolia.

 

plantas-8.jpg

PLANTAS-CASA.png

 

Já no escritório, de momento tenho as minhas favoritas, as Calatheas. Gosto muito delas porque existem subespécies super diferentes e, confesso, gosto de coisas desafiantes! Tenho também uma Hera (Hedera Helix), uma Dracaena Marginata muito pequenina, uma Asplenium Nidus e uma Espada de São Jorge (Sansevieria Trifasciata). Para além disso, vou tendo a casa preenchida com pequeninos cactos e suculentas.

 

plantas-1.jpg

PLANTAS-CASA-1.png

 

GATOS E PLANTAS

É uma das perguntas que mais me fazem e divido o tema em duas questões: que plantas comprar para não fazer mal aos bichos (já que há tantas que são tóxicas) e como afastar os gatos das plantas. No primeiro caso, eu gosto sempre de me informar com uma pesquisa rápida no Google antes de comprar uma nova espécie de planta cá para casa. Normalmente gosto de ver no site da ASPCA, que para além de dizer se são ou não tóxicas para animais, também indica o tipo de sintomas que eles podem ter caso as mordam ou comam.

 

plantas-7.jpg

 

Quanto a afastar gatos das plantas e da terra, já tentei de tudo: pimenta e/ou limão nas folhas e na terra, pulverizar com um spray que afaste os gatos, mas nada parece resultar durante muito tempo. Se eu estiver em casa eles não se aproximam, mas basta eu estar umas horas fora para as mordiscarem. Então eu optei por ter maioritariamente cactos na sala e outras plantas em prateleiras a que eles não chegam, passando as plantas mais sensíveis para o meu escritório-closet-sala de leitura (e agora ginásio com o isolamento) e mantê-lo sempre fechado.

 

ONDE APRENDER

Ainda sou muito noob nisto das plantas e ando constantemente a ler, a ver vídeos no YouTube ou a seguir pessoas especialistas no Instagram. Agora com estes dias de recolhimento quero ver se ainda leio mais um pouco, mas pelo menos o básico vou sabendo e… AS MINHAS PLANTAS ESTÃO SAUDÁVEIS! Tudo o que sei aprendi com três pessoas no Instagram: @atripeirinha, de que já vos falei e é a minha grande referência (rio muito com ela), a @tinynest183, que tem um jardim interior lindo, e o @diogoadduarte - é bom ver um homem viciado em plantas!

 

E pronto, acho que foi um bom primeiro post sobre este tema! Gostaram que vos falasse das minhas plantas por aqui? O que gostariam de saber mais?

11 comentários

Comentar post