Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

22.08.18

Os livros da Rita // Os Interessantes, Meg Wolitzer

Rita da Nova
Os Interessantes da Meg Wolitzer foi um dos livros que comprei este ano na Feira do Livro. Já andava com ele debaixo de olho há imenso tempo, mas estava à espera de uma oportunidade para o comprar mais barato. Foi totalmente a capa que me chamou a atenção, com as suas cores fortes. E sim, o título também teve um grande peso. Depois foi só ler a sinopse e decidi que queria muito ler.  Conta a história de um grupo de adolescentes que se conhece num campo de férias, num Verão (...)
14.08.18

Os livros da Rita // Apenas Miúdos, Patti Smith

Rita da Nova
Demorei muito tempo a ler o Apenas Miúdos da Patti Smith. Não que o livro seja difícil ou aborrecido - exactamente pelos motivos opostos. Quis absorver ao máximo esta história e a forma poética como a autora escreve. Raramente leio biografias, mas esta valeu cada palavrinha.  Patti Smith é poetisa, cantora, escritora, compositora, fotógrafa, mas em tempos foi só o sonho de ser artista. É nesta fase da vida que a conhecemos e, na primeira pessoa, mostra-nos todos os eventos que (...)
24.07.18

Os livros da Rita // The Hitchhiker's Guide to the Galaxy, Douglas Adams

Rita da Nova
Não sei porquê, mas eu achava que o Hitchhiker’s Guide to the Galaxy não era o meu tipo de livro. Até me ver sem nada para ler num dia de chuva, a meio das férias, e tê-lo roubado ao Guilherme porque precisava mesmo de me entreter. Ele já me tinha dito várias vezes que o livro era super divertido, mas normalmente não é essa a palavra que me vem à cabeça quando penso num livro de ficção científica. ( 
23.07.18

Os livros da Rita // 1Q84 (Livros 2 e 3), Haruki Murakami

Rita da Nova
Agora que regresso da viagem a Madagáscar, é também tempo de vos falar dos livros que me acompanharam ao longo destas duas semanas. Uma coisa vos digo: nunca subestimem o poder que as férias têm na voracidade de um leitor compulsivo. Na mala levei os volumes 2 e 3 da trilogia 1Q84, escrita por Haruki Murakami, mas li-os tão depressa que tive que roubar os livros que o Guilherme tinha levado para ler. (