Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

642 Things to Write About (#2)

Esta semana, o livro 624 Things to Write About lançou-me a seguinte premissa de escrita:

Procura o teu nome no Google. Escreve o resultado mais parecido com o teu nome, mas que não és tu.

 

Se quiserem escrever também com base nesta ideia sem serem influenciados pelo meu resultado final, então não avancem mais até terem escrito. Caso contrário, podem ler o meu texto mais abaixo.

 

642-things-to-write-about.jpeg

 

Antes de qualquer outra coisa tenho que vos dizer que precisei de ir até à terceira página de resultados para encontrar um resultado que não tivesse nada a ver comigo. Não sei se isto se deve ao facto de ter um nome estranho, um excelente marketing pessoal ou a egocentrismo, mas achei digno de registo. A primeira entrada que não está directamente relacionada comigo é um e-book chamado Colleçam das antigvidades de Evora, uma antologia organizada por José de Sousa Farinha Bento publicada em 1785 (ou deverei dizer em MDCCLXXXV?).

 

Esclareço-vos já sobre o motivo pelo qual este livro aparece quando procuramos “Rita da Nova” no Google: porque, a determinada altura, devido a quebras de texto, o meu nome aparece escrito:

 

642-things-to-write-about-2.png

 

O que ali está escrito não é “Rita da Nova”, mas “João Cerita da nova Ordem de Cavalaria”, e isto fez-me pensar que o acaso e a ordem que o mundo assume são coisas maravilhosas. Se eu acho que o meu nome está ali escrito propositadamente nas entrelinhas? Tenho a certeza que não. Mas não posso deixar de pensar que isto dava uma excelente premissa para uma história: uma rapariga procura o seu próprio nome no Google em 2017 e descobre um livro de 1785, com uma mensagem subliminar deixada pelos seus antepassados numa viagem ao futuro. Eu cá acho que dava um bom livro.

 

O que acharam da premissa desta semana? Ainda vão a tempo de ler a da semana passada aqui.

Fico à espera que me mostrem o resultado das vossas pesquisas pelo vosso próprio nome e o que escreveram sobre elas. Vamos a isso?

5 comentários

Comentar post