Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 28.12.18

5 melhores surpresas de 2018

Chegamos à última semana do ano e, também, ao último post sobre as melhores coisas que 2018 me trouxe. É altura de vos falar sobre aquilo que mais me surpreendeu. Sabiam que este é um dos posts mais complicados e, ao mesmo tempo, mais divertidos de escrever?

 

POST-MELHORES-SURPRESAS.png

 

Já vos tinha dito que não me surpreendo com facilidade. Tenho, até, a capacidade de antecipar todas as surpresas e de estragar os planos às pessoas que, cheias de boas intenções, tentam proporcionar-me algo de que não estou à espera. Mas isso não significa que não tenha havido coisas com capacidade de me apanhar completamente de surpresa e estas foram as cinco mais memoráveis deste ano:

 

 

1. A chegada do Risotto

Já tinha partilhado convosco que ter um terceiro gato não fazia parte dos nossos planos. O Risotto foi assim uma espécie de filho não planeado, mas incrivelmente veio fazer-nos (a nós, à Guinness e à BB8) ainda mais felizes. É engraçado como um gato tão agitado e brincalhão consegue, ao mesmo tempo, ser tão amoroso e mimado. Gosto mesmo muito dele e sinto que foi uma das melhores decisões que poderíamos ter tomado lá por casa.

 

surpresas-risotto.jpg

 

Leiam mais sobre a chegada deste bicho:

> Bem-vindo, Risotto!

 

 

2. Conseguir cumprir um Whole30

Quem acompanha o blog e Instagram com mais frequência sabe que durante Abril deste ano decidi fazer um Whole30. O que é isso, perguntam vocês? É um regime de alimentação que consiste apenas em comida real e nada de processados. É muito parecido às dietas Paleo e Keto porque é baixa em hidratos de carbono e alta em proteínas e gorduras boas. Estava à espera que custasse mais e de sentir muita falta de alguns alimentos, mas afinal foi muito mais simples.

 

surpresas-whole30.jpeg

 

Acompanhem as minhas quatro semanas de Whole30 aqui:

> Whole30: semana 1

> Whole30: semana 2

> Whole30: semana 3

> Whole30: a última semana e um balanço final

 

 

3. Conhecer Cuba

Nem acredito que a nossa viagem a Cuba ainda foi este ano - parece que foi há tão mais tempo! Realmente tudo passa demasiado depressa. Não queria fazer um balanço de 2018 sem destacar a ida a Cuba e faz-me todo o sentido que seja agora, enquanto vos falo de surpresas. Porque foi realmente surpreendente: por um lado é um país cheio de vida, mas por outro está completamente parado no tempo. Recomendo muito que conheçam Cuba enquanto ainda está assim, no seu estado mais puro.

 

surpresas-cuba.jpg

 

Recordem tudo o que escrevi sobre a viagem a Cuba:

> Cuba: o que saber

> Havana: abandonada, mas cheia de vida

> Viñales: a natureza cubana em estado puro

> Cienfuegos e Trinidad: uma viagem ao passado

> Cuba: algo es algo, pero no es todo

 

 

4. As lentes de contacto

Eu sei que já falei sobre isto milhentas vezes, sempre num excitex gigante, mas começar a usar lentes de contacto foi mesmo um dos momentos altos deste ano. Mudou completamente a minha vida, sobretudo porque me adaptei rapidamente e passaram a substituir os óculos quase todos os dias. Aconselho vivamente a quem tem miopia, vai parecer que nasceram de novo com uma visão a 100%!

 

surpresas-lentes-contacto.JPG

 

 

5. Crush Doughnuts

Não escondo que a viagem a Nova Iorque me ficou gravada na pele como nenhuma outra. Mas desde que descobri o Crush Doughnuts, que faz um pop-up no Ground Burger todas as sextas, sábados e domingos, consigo sentir-me mais próxima desta cidade de vez em quando. São os melhores doughnuts que alguma vez comi fora de NYC (são sequinhos e não sabem a frito) por isso não espanta que esgotem demasiado depressa.

 

surpresas-crush.jpg

 

 

Agora quero saber: quais foram as melhores surpresas do vosso 2018? Contem-me tudo nos comentários!

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Rita da Nova

    02.01.19

    Um excelente 2019 também para si 💛
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.