Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 11.12.20

5 melhores séries de 2020

Aqui pelo blog continuamos numa fase de balanços e listas, mas sempre com o foco nas melhores coisas que aconteceram este ano. Depois de um 2020 tão tumultuoso, faz-me ainda mais sentido procurar o que me aconteceu de bom ou as coisas boas com que me cruzei. E este ano, tendo passado mais tempo em casa, consegui dedicar-me mais a outras formas de entretenimento do que apenas os livros.

 

POST-MELHORES-SERIES.png

 

Como podem perceber aqui pelo blog, eu prefiro sempre usar o meu tempo livre a ler um livro em vez de ver um filme ou série, mas 2020 deu para tudo e ainda bem. Inicialmente ia fazer um top dos melhores filmes e séries que vi este ano, mas não consegui prescindir de nenhuma das séries – o que mostra que eu sou assumidamente mais séries do que filmes. E como tenho vindo a trazer bastante conteúdo a propósito do Filmes em 2ª Mão, decidi então dar primazia às 5 melhores séries que vi em 2020 (como sempre, sem nenhuma ordem em específico):

 

1. BoJack Horseman (2014-2020)

Eu sei que acabei de dizer que não iria colocar as séries por nenhuma ordem em particular, mas esta foi sem dúvida a melhor coisa que vi este ano. Tem tudo: humor, depressão e constantes chapadas de realidade. Emocionei-me muito nos últimos episódios e, se isso não aconteceu convosco, confirmem lá se não têm UMA PEDRA NO LUGAR DO CORAÇÃO. Uff, eu estou bem, juro. É que BoJack Horseman fala-me mesmo ao coração – as personagens são super bem construídas e evoluem bastante ao longo das temporadas.

 

bojack-horseman.jpg

 

Para quem não conhece: esta série conta a história de BoJack Horseman que, como o nome indica, é um cavalo humanóide. Depois de ter atingido a fama nos anos 90 com a série Horsin’ Around, tenta recuperar o estatuto e respeito do público. Mas vão à confiança, que esta pequena sinopse não faz jus à experiência que é ver a série.

 

 

2. Normal People (2020)

Poucas séries baseadas em livros foram, na minha opinião, tão bem adaptadas quanto esta. A química de Connell e Marianne do livro é a mesma química de Connell e Marianne na série – e, arrisco em dizer, talvez na série essa ligação consiga estar explorada de uma maneira ainda mais profunda (apesar de não falada). Fico sempre de pé atrás quando alguém diz que não gostou do livro ou da série porque isso, para mim, é quase sinónimo de falta de sensibilidade para as coisas que são sentidas, mas não são ditas.

 

normal-people.jpg

 

Também podem ler aqui a book review que escrevi:

> Os livros da Rita // Normal People, Sally Rooney

 

 

3. Community (2009-2015)

Donde, está, la biblioteca? Sim, cheguei bastante tarde à festa de Community, mas a quarentena passou-se bem mais tranquilamente com esta série. Coincidiu chegar à Netflix mais ou menos na altura em que nos vimos obrigados a ficar fechados em casa e eu diverti-me muito com isto. Tanto, que não me arrependo de nunca ter visto antes, acho que foi mesmo a altura certa para chegar à minha vida.

 

community.jpg

 

Acredito que a maioria de vós já tenha visto, mas se ainda há aí alguém como eu, por favor, vejam. Vão divertir-se muito!

 

 

4. Brooklyn 99 (2013-)

Sim, sim, também cheguei tarde a esta festa, mas aqui tenho a vantagem de ainda vir aí uma nova temporada para o ano. Nesta sitcom acompanhamos as aventuras dos detectives do 99th Precinct da Polícia de Nova Iorque (NYPD). As personagens são todas óptimas e, se querem uma daquelas séries para rir muito, mas também para ter um ou outro momento mais emocional, aqui têm.

 

brooklyn 99.jpeg

 

 

5. Schitt’s Creek (2015-2020)

Uma família rica perde todo o dinheiro e património que tem, depois de um dos sócios os enganar numa fraude financeira. Na realidade não perde tudo, porque ainda tem Schitt’s Creek, uma terra que compraram em jeito de brincadeira. Vêem-se forçados a mudar-se para lá e a viver num motel, habituando-se a um estilo de vida muito diferente do que tinham. Esta sitcom pode parecer muito tonta ao início (e é), tal como as personagens principais (e são). Mas, acreditem, vão criar uma ligação com elas enquanto a série se vai tornando progressivamente mais séria e emocional. Vivo para a relação da Alexis e do David (filhos desta família) e acho que vocês também se vão apaixonar por eles.

 

schitts-creek.jpg

 

 

Como podem perceber, a maioria destas séries não é especificamente de 2020, mas quis trazer aqui algumas das que me ajudaram a passar melhor os dias por casa. Já tinha mais o hábito de ver séries desde que comecei a namorar com o Guilherme, mas acho que este ano reforçou esse prazer. Das que viram este ano, quais foram as vossas favoritas?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.