Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Sex | 16.10.20

5 livros para ler no Outono

Outono do meu coração, uma das alturas do ano em que eu mais retiro prazer da leitura - com mantinhas e um chazinho a acompanhar. Quer dizer, eu ponho-me aqui com estas coisas, mas todas as estações do ano têm algo de diferente para trazer à experiência de ler um livro. De qualquer das formas, o Outono é a minha favorita e, por isso, quero encher o blog com o mood acolhedor tão característico destes meses.

 

5-livros-para-ler-no-outono.JPG

 

Todas as alturas do ano são boas para ler, certo, mas há livros que parecem cair melhor no Outono - seja pela história mais melancólica ou pelo tema um pouco mais soturno. Talvez os associe a esta estação por passagens específicas do livro ou pelo contexto que estava a viver quando os li. Independentemente do racional, hoje decidi trazer-vos uma lista de 5 livros outonais - como forma de tentar introduzir aqui pelo blog algumas listas temáticas de livros.

 

Marina, Carlos Ruiz Záfon

Já me ouviram (leram) dizer maravilhas de Carlos Ruiz Zafón, mas quase sempre falei da saga Cemitério dos Livros Esquecidos - sem dúvida a obra que marcou a vida literária do autor e de muitos leitores. Ainda assim, Zafón tem uma série de livros anteriores a A Sombra do Vento que, embora um pouco mais juvenis, se lêem muito bem. Marina é uma espécie de transição entre esses livros mais juvenis e a tetralogia, e é um dos meus favoritos do autor.

 

marina-carlos-ruiz-zafon.JPG

 

Oscar, protagonista desta história, conhece Marina numa das escapadelas que consegue fazer do colégio interno onde estuda. Mas conhecer Marina é conhecer também o lado mais sombrio de Barcelona - acreditem, este livro é bem mais assustador do que qualquer outro que possam ler do autor. Achei que se enquadrava bem porque Outubro é o mês Halloween e, como não sou propriamente fã de filmes e livros de terror, isto é assim o mais perto a que eu fui.

 

 

The Handmaid’s Tale, Margaret Atwood

Bom, nada como ler uma distopia aninhadinhos no sofá e bem tapados com uma manta, para garantir que estamos num lugar seguro. Acho que não há grandes novidades quanto a este livro, que foi há uns anos adaptado para uma série com a incrível Elisabeth Moss. Se há por aí alguém que ainda não leu esta versão alternativa (às vezes não tão alternativa assim) do mundo em que vivemos, onde há uma crise de fertilidade e as mulheres são divididas em grupos sociais com propósitos bem claros - incluindo ter filhos -, então não sei do que estão à espera. Vale muito, muito a pena ler antes até de ver a série!

 

the-handmaids-tale-margaret-atwood.jpeg

 

 

As Intermitências da Morte, José Saramago

E se, de repente, as pessoas deixassem de morrer? Saramago é uma das minhas maiores referências nesta coisa dos “E se?” como premissa e origem de grandes histórias. Lembro-me de ter ficado presa a cada página desta livro porque é uma hipótese tão surreal, que foi interessante para mim perceber como funcionaria este mundo em tudo igual ao nosso - só muda uma variável que tem um impacto gigante na forma como as pessoas se organizam em sociedade. Não me lembro se o li no Outono, mas para mim tem claramente o mood desta altura do ano.

 

intermitencias-da-morte-jose-saramago.jpg

 

 

A Little Life, Hanya Yanagihara

Palavras para quê? Quem acompanha as minhas leituras sabe que é um dos meus favoritos de todos os tempos, mas sabem também que é uma história pesada e triste - e, por isso, para mim é isso que a torna profundamente bonita. Hanya Yanagihara conta a história de quatro amigos em Nova Iorque, mostrando a importância que o amor (seja ele romântico ou fraternal) tem na vida de quem sofre. Um pouco de sofrimento e um pouco de beleza… há lá coisa mais Outono do que isto?

 

a-little-life-hanya.jpeg

 

 

O Pintassilgo, Donna Tartt

Preparem-se porque, à semelhança de A Little Life, é um grande calhamaço (como se nós precisássemos de desculpas para ficar a casa a ler, não é?). Ainda assim, isso não me impediu de o ler quase todo num fim-de-semana prolongado, de tão presa que fiquei. Bem sei que há quem não tenha achado tudo isto do livro, mas eu lembro-me sempre dele como uma daquelas experiências de não conseguir pousar um livro - e foi logo desde o início. Sei que há um filme, mas ainda não vi!

 

o-pintassilgo-donna-tartt.jpeg

 

 

Bom, agora fiquei com vontade de reler estes todos (e a minha pilha de livros para ler estremeceu um bocado). Que livros teria a vossa lista de leituras outonais? 🍂

25 comentários

Comentar post

Pág. 2/2