Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rita da Nova

Ter | 15.06.21

My Sister, the Serial Killer, Oyinkan Braithwaite

Quem tem irmãos vai, certamente, compreender aquilo que estou a dizer – sabem aquela fina linha que separa o amor incondicional do ódio profundo entre irmãos? Aquela vontade de os estrangular, ao mesmo tempo que os abraçamos? My Sister, the Serial Killer, de Oyinkan Braithwaite, conseguiu capturar tão bem a essência deste tipo de relações, que me prendeu do início ao fim. 

 

my-sister-serial-killer.jpg

 

Korede é a irmã mais velha e sempre se habitou a ter que resolver os problemas de Ayoola – das coisas mais pequenas às mais graves, como o facto de a irmã se estar a tornar numa serial killer. Ir atrás das asneiras da irmã e literalmente ter de limpar o que ela deixa para trás sempre lhe saiu naturalmente, mesmo que estejamos a falar de locais do crime. Mas o que acontece quando Korede percebe que a próxima vítima da irmã poderá ser o homem por quem está apaixonada?

 

It’s because she is beautiful, you know. That’s all it is. They don’t really care about the rest of it. She gets a pass at life.

 

Não só adorei a premissa do livro como o facto de estar escrito com um humor tão sofisticado, a roçar o humor negro sem nunca perder a classe. A escrita lembrou-me bastante a de Chimamanda, mas pode ser por serem ambas nigerianas e a maneira como descrevem as relações familiares ser bastante semelhante. Ainda assim, a escrita de Oyinkan Braithwaite é um pouco mais críptica, menos descritiva e mais directa ao assunto. 

 

É mesmo um livro com que qualquer pessoa com irmãos, sobretudo irmãos mais novos, vai identificar-se. Divertido, leve, curto e bem escrito – tudo o que se quer numa leitura de Verão, embora a temática possa parecer indicar o contrário. Andei a investigar e percebi que a tradução portuguesa (A Minha Irmã é uma Serial Killer) está quase a sair, editada pela Quetzal. Se não me engano fica à venda a 17 deste mês, por isso agarrem-se bem a esta novidade!

 

Já tinham ouvido falar ou, como eu, leram a versão original? O que têm a dizer-me sobre o livro?