Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rita da Nova

Qui | 10.05.18

1001 Nights: comida iraniana em Lisboa

Na tentativa de conhecer melhor o bairro em que moramos, eu e o Guilherme andamos cada vez mais atentos aos restaurantes que temos perto de casa e que conseguimos visitar indo a pé. Temos a sorte de morar numa zona de Lisboa que combina bem o lado residencial com um lado mais cosmopolita, mas foi preciso procurar bem para descobrir o restaurante persa 1001 Nights.

 

1001-nights-restaurante.jpg

 

Situado no edifício de um ginásio, perto da estação de comboios Roma-Areeiro, este cantinho especializado em comida iraniana está mesmo muito bem escondido e é quase preciso saber que existe para irmos lá parar. Mas nem por isso deixa de surpreender, como vim a descobrir.

 

A decoração não é genial e, tirando alguns elementos, também não se pode dizer que seja típica do que será um restaurante no Irão. Para resumir, uma cafetaria tradicional portuguesa com elementos persas. Não são apenas os livros que não se devem julgar pela capa e, no caso dos restaurantes, o melhor mesmo é esperar pela comida para formar uma opinião.

 

1001-nights-prato.jpg

 

Era uma segunda-feira à noite e, mesmo não sendo muito conhecido nem publicitado, 1001 Nights estava cheio. Apesar disso não esperámos muito pela comida - as entradas chegaram pouco tempo depois de as termos pedido. Optámos apenas por dois pães Naan, que nesta versão iraniana são mais finos do que aqueles a que a comida indiana nos habituou, que fomos molhando no Mast Bademjan (beringela fumada num molho cremoso de iogurte).

 

1001-nights-pao-naan.jpg

1001-nights-mast-bademjan.jpg

 

A carta do restaurante está cheia de nomes impronunciáveis, que não me atrevi sequer a tentar dizer. E foi mesmo a apontar que pedimos os pratos principais: um Bakhtiyari Kabab para o Guilherme e um Plate of Nature para mim. Eu explico: o dele era uma combinação de Jooje Kabab (frango) e Koobideh Kabab (mistura de carne picada de vitela e cordeiro) com arroz basmati e tomate grelhado para ele, que quis provar a grande especialidade desta gastronomia - as espetadas de carne. O meu prato era uma mistura de várias iguarias vegetarianas, como o Falafel, o Mirza Ghasemi (beringela fumada com molho de alho e tomate) e o Spinach Borani (molho de espinafres salteados com alho e iogurte), tudo acompanhado por um delicioso arroz de lentilhas.

 

1001-nights-bakhtiyari-kabab.jpg

1001-nights-plate-of-nature.jpg

 

Os pratos são bastante acessíveis, sobretudo se tivermos em conta a grande quantidade de comida que trazem. Como são doses bem servidas, acabamos por não ficar com muita fome para as sobremesas, mas não queríamos sair do restaurante sem experimentar pelo menos uma. Como já conhecíamos a típica Baklava, pedimos antes o Bastani Sonati. Conhecido como o gelado persa, é feito de leite, ovos, açúcar, água de rosas, açafrão, baunilha e pistáchio. Tem um aroma bastante floral e exótico, mas a mistura de todos estes ingredientes resulta numa sobremesa reconfortante sem deixar de ser leve.

 

1001-nights-gelado-persa.jpg

 

Depois de provar a comida, uma coisa se tornou óbvia: neste restaurante o espaço, a decoração e a localização são completamente acessórios, já que a comida consegue transportar-nos para locais onde nunca estivemos antes.

 

Já tinham ouvido falar deste restaurante tão escondido? E comida iraniana, alguma vez provaram? Contem-me tudo nos comentários!

 

1001 Nights Iranian Restaurant Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato