Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rita da Nova

SOI: um banquete de street food asiática

SOI-POST.png

 

Nunca fui à Ásia - nem é, em termos de viagens, a minha prioridade nos próximos tempos -, mas é uma das cozinhas de que mais gosto. Sei que quando decidir começar a explorar este continente, vão ser experiências muito boas do ponto de vista gastronómico. Por isso, quando abrem novos restaurantes asiáticos em Lisboa, ficam sempre na minha lista de sítios a ir.

 

Fiz uma entrada a pés juntos quando fui conhecer o SOI, o novo sítio da moda para comida asiática. Fui recebida com um cocktail cujo elemento principal era o leite de côco - e eu não consigo gostar de nada que tenha o sabor desta fruta. Prometeram-me uma nova bebida sem côco e ela chegou: era um mocktail de maçã e canela, muito leve mas fresco.

 

SOI.jpg

SOI-mocktail.jpg

 

Como aqui o conceito é o de servir street food asiática, tinha a ideia de que iria entrar num espaço mínimo e com pouco espaço para sentar. Achava até que as mesas iriam ser para partilhar entre diferentes grupos de pessoas, mas não. É até relativamente espaçoso, com mesas maiores ou mais pequenas consoante o tamanho da festa. Também não é escuro, como estou habituada a que sejam os espaços com este tipo de cozinha e conceito.

 

SOI-interior.jpg

 

Éramos um grupo grande e, mesmo quando é suposto que partilhemos comida, é sempre complicado acertar em algo que agrade a toda a gente. Colocámo-nos completamente nas mãos do staff e pedimos que nos trouxessem aqueles que já são considerados os melhores pratos, apesar de o restaurante ter apenas dois meses de existência. Estas especialidades existem e não são poucas.

 

Nas entradas, para começarmos a entrar no mood do SOI, tivemos direito ao Spicy Edamame, que gostaria que fosse um pouco mais picante, algo que já não posso dizer das Korean Chicken Wings - bem cozinhadas, picantes e suculentas. Foi, possivelmente, a minha entrada favorita. Provámos ainda as Money Bags, recheadas com cogumelos, e os Tacos Bhuna Gosht (com caril de borrego, iogurte e hortelã), dois pratos que impressionam tanto na apresentação como na combinação de sabores.

 

Entradas-SOI.png

 

Ainda faltavam duas entradas e eu já estava a ficar cheia - problemas de ter um estômago pequeno, mas muita vontade de comer. Chegou um Ceviche de Camarão com Salada Thai, da qual provei apenas um bocadinho, já que não sou fã de camarão cru. E, para terminar, os maravilhosos Bao de Pato. Aqui não me contive e comi dois em momentos diferentes, mas confesso que aquele que vinha acabado de fazer estava muito melhor do que o primeiro que comi.

 

SOI-ceviche.jpg

SOI-baopato.jpg

 

As espetadas também são uma das estrelas da carta do SOI e pudemos experimentar as três: Frango Teriyaki, Porco Satay e de Camarão. Mesmo não gostando especialmente de carne de porco, achei-as muito boas - mas não tão boas quanto as de frango.

 

SOI-espetada.jpg

SOI-espetadacamarao.jpg

 

Eu sei o que estão a pensar: “mas isto nunca mais acaba?”. Meus amigos, ainda faltam os pratos principais. A dividir por todos, claro, para cumprir o conceito do restaurante, mas sobretudo para podermos aguentar esta empreitada até ao fim. Da secção Wok on Fire chegaram os Pad Thai (de vegetais, de frango e de camarão), o Udon de Caranguejo e o Arroz Frito do Mar. Estavam todos muito bons e, segundo pessoas que já viajaram pela Ásia, alguns destes pratos estavam iguaizinhos aos que se podem comer por lá. O meu favorito foi o Udon de Caranguejo, já que era o prato mais picante e inesperado.

 

Wok-SOI.png

 

Ainda antes de chegarmos à parte mais doce de todo este banquete, tivemos direito a cheirar e provar um Green Thai Curry - honestamente, um prato demasiado intenso para mim, mas com o arroz de acompanhamento a servir para ajudar a limpar o palato.

 

SOI-greencurry.jpg

 

Depois de tantos e tão diferentes sabores - alguns explosivos, outros sempre intensos -, precisávamos de sobremesas que aliviassem esta batalha que os diferentes ingredientes estavam a travar nas nossas bocas e que dessem sinal de que eram horas de ir embora. Afinal, sentimo-nos à mesa por volta das 20h30 e só nos levantámos perto da 1h da manhã.

 

Estava, desde o início da refeição, louca para provar o Matcha Brownie, mas infelizmente já não havia. Ainda assim, os Sorvetes (de yuzu, de ananás hortelã e caju, de maracujá e líchias e, o meu favorito, de morango e manjericão) eram tão frescos e leves, que foram uma óptima nota final para este jantar com ares de ceia. Para além disso pude experimentar um Panacotta Cheesecake (quiçá, a melhor junção de sobremesas de sempre), com sésamo e maracujá.

 

SOI-sorvetes.jpg

SOI-panacottacheesecake.jpg

 

Provei muita coisa no SOI? Provei. Mas acreditem que ficaram muitos outros pratos e combinações de ingredientes para provar e explorar. Ainda não está perfeito, mas se nestes dois primeiros meses de existência já é um restaurante com qualidade e um serviço impecável, tenho a certeza que é um daqueles sítios que promete ir surpreendendo ao longo do tempo.

 

Já conheciam este sítio? Ou ficaram com curiosidade para experimentar?

 

SOI Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato