Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

#RitaNaRotaDoBrunch // O Diplomata

ODIPLOMATA-POST.png

 

Lisboa, cidade do meu coração, tapa os ouvidos (ou melhor, fecha os olhos) enquanto eu digo o que tenho a dizer neste post. Gostava de começar com uma confissão: vejo o Porto como a minha segunda cidade, um sítio há-de ser casa um dia, quando a vida me levar nesse sentido. De todas as vezes que tenho ido ao Porto - e, acreditem, não têm sido poucas - sinto que me apaixono mais um bocadinho.

 

Acho que tem muito a ver com o facto de ser uma cidade à medida humana - não demasiado grande, não demasiado pequena. Na medida certa de tamanho e de acontecimentos. Uma cidade cheia de pessoas queridas e de sítios bonitos como O Diplomata, que finalmente conheci no fim-de-semana passado.

 

o-diplomata-porto.jpg

 

Normalmente peço dicas de coisas novas para conhecer à minha portuense favorita - a Raquel Caldevilla - porque sei que nunca me vou desiludir. O Diplomata fazia parte de uma lista infindável de sítios bons para comer que ela me tinha dado já há uns meses. Desta vez aproveitámos uma visita de médico ao Porto, por causa da estreia do espectáculo do Guilherme, para um brunch muito doce.

 

Antes de entrarmos percebemos, pela fachada, que há muita história escondida neste espaço: nos anos 60 e 70, alguns escritores conceituados encontravam-se neste café para tertúlias fervorosas. De facto, alguns objectos na decoração - como malas de cartão, jornais, impressos e um telefone antigo - transportam-nos imediatamente para essa época.

 

o-diplomata-porto-1.jpg

o-diplomata-porto-2.jpg

o-diplomata-porto-3.jpg

 

O Diplomata é famoso pelas panquecas; famoso ao ponto de haver grandes filas à porta, até porque o espaço não é propriamente grande. Como fomos num domingo de manhã, também não conseguimos escapar a uns minutos de espera - que, honestamente, passaram bem mais depressa do que previa. Acho que demorei mais tempo a decidir o que comer, já que as opções e combinações possíveis são infindáveis.

 

Apesar de haver vários menus de brunch, decidimos pedir algumas coisas da carta. Ambos começámos com uma Taça de Açai com fruta, granola e mel e, enquanto o Guilherme optou pelas Panquecas da Época (base simples, topping de framboesa, mirtilos e granola), eu preferi criar a minha própria panqueca. Escolhi massa de panqueca com mirtilos, adicionei iogurte grego, uma pitada de mel e frutos vermelhos.

 

o-diplomata-porto-4.jpg

o-diplomata-porto-5.jpg

o-diplomata-porto-6.jpg

 

Estava tudo delicioso, embora a massa das minhas panquecas não tivesse lá muito sabor - acredito que se tenham esquecido ali de alguma coisa, mas não tem mal. Valeu a pena a espera porque a comida é bastante boa, o espaço é agradável e o atendimento é impecável. A cereja no topo da panqueca? Como O Diplomata é aderente Zomato Gold, tudo isto mais dois cappuccinos custou-nos apenas 15€. Percebem agora porque é que quero mudar-me para o Porto?

 

O Diplomata já fazia parte da vossa lista de sítios a ir nesta cidade? Que outros restaurantes e cafés me recomendam numa próxima ida lá a cima?

 

O Diplomata Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

2 comentários

Comentar post