Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Posso almoçar todos os dias na ZeroZero?

Passado algum tempo da sua abertura, tomei finalmente coragem de experimentar a Pizzeria ZeroZero do Parque das Nações. Digo que foi preciso coragem por dois motivos em especial: primeiro, porque já sabia que ia comer demasiado e ficar cheia para todo o dia (confirma-se). Depois, porque a abertura foi um sucesso e calculei que o restaurante estivesse sempre à pinha.

 

Apesar de só ter ido uma vez ao espaço do Príncipe Real, a ZeroZero tem um lugar especial no meu coração. Foi lá o último almoço de 2015 com o Guilherme - o ano em que nos conhecemos e começámos a namorar. Já sabia o que esperar deste novo restaurante e conseguiu superar as minhas expectativas, sobretudo porque conseguiram criar uma experiência ligeiramente diferente da do espaço original: com pratos diferentes e uma atmosfera própria.

 

zero-zero-cha-frio.jpg

 

Não tinha ideia do quão grande era este novo restaurante e até me assustei quando vi a quantidade de gente que lá estava dentro, mas na realidade assim que nos sentamos parece que todo o burburinho desaparece. Fiquei como gosto - de frente para a cozinha, que está a descoberto - e pude ir vendo a comida a ser confeccionada. Confesso que tenho um fascínio grande pelo que se passa nas cozinhas de restaurantes e gosto sempre de ir dando um olhinho.

 

O nome do restaurante - ZeroZero - é inspirado no tipo de farinha importado de Itália e próprio para a produção de massa de pizza de longa fermentação. Tem um elevado teor de proteína, é moída em pedra e misturada com outras farinhas para dar origem a uma massa fina e fofa ao mesmo tempo. Assim que vi Pizza Tartufi e Porcini escrito na ementa, soube logo que tinha que ser o meu pedido. Tem mozzarella fiordilatte, cogumelos porcini, queijo asiago e creme de trufa preta.

 

zero-zero-pizza-tartufi-porcini.jpg

 

O Guilherme optou por uma Pugliese, com tomate, mozzarella fiordilatte, presunto de parma 18 meses, ricota, ovo e parmigiano reggiano 16 meses. Provei um bocadinho e também estava bastante boa.

 

zero-zero-pizza-pugliese.jpg

 

Uma das coisas boas de ter uma pizza inteira só para nós é que, como demora anos a comer, temos muito tempo para estar apenas na conversa. Acho que já vos tinha dito por aqui o quão importantes são para mim estes momentos a meio da semana, para respirar fundo e desligar o cérebro do “modo trabalho” durante uma ou duas horas. Mesmo já estando completamente cheios, havia duas coisas obrigatórias: Tiramisù para o Guilherme e uma sobremesa em geral para mim. Escolhi a Mousse di Ricotta com Pera, muito suave e não demasiado doce - ideal para travar o gosto forte a trufa da pizza.

 

zero-zero-tiramisu.jpg

zero-zero-mousse-ricotta-pera.jpg

 

Já sabia que ia ser bom, só não estava à espera que a ZeroZero ainda me conseguisse surpreender. Posto isto: posso ir lá almoçar todos os dias? 

 

E vocês, já conhecem esta pizzeria? O que é que mais gostam de comer lá? Uma sugestão: comam o que comerem, não podem perder o maravilhoso Chá Frio ZeroZero

 

Zero Zero - Parque das Nações Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato