Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Os livros da Rita // The Handmaid's Tale, Margaret Atwood

O meu primeiro contacto com The Handmaid’s Tale foi através da série, mas na altura não conseguiu prender-me. Não tem nada a ver com a qualidade da série, achei apenas que era demasiado parada para o meu estado de espírito desse momento. Mas depois decidi comprar o livro e este ano, finalmente, peguei nele.

 

the-handmaid's-tale.jpg

 

E devorei-o num instante. Já sabem que eu não gosto de dar muitas informações sobre as narrativas para não estragar a leitura a ninguém, mas imaginem um futuro distópico em que, supostamente, a maioria das mulheres deixou de conseguir ter filhos e, as que conseguem, são integradas na sociedade como Handmaids. Não é só isto que está diferente: a organização da sociedade e os direitos das pessoas nos Estados Unidos também mudaram radicalmente. Mas nada como lerem para perceberem exactamente o que quero dizer.

 

Para além da história em si, o que mais gostei neste livro foi a forma como a autora nos faz entrar no íntimo da personagem. Acompanhamos os seus pensamentos, as suas angústias e incertezas, sem floreados. Está escrito de uma forma extremamente simples e, ao mesmo tempo, muito cativante.

 

Deixo-vos algumas das citações que mais me prenderam e que, de certeza, vos vão deixar com vontade de ler mais:

 

I try not to think too much. Like other things now, thought must be rationed. 

There is more than one kind of freedom, said Aunt Lydia. Freedom to and freedom from. In the days of anarchy, it was freedom to. Now you are being given freedom from. Don't underrate it.

I wait. I compose myself. My self is a thing I must now compose, as one composes a speech. What I must present is a made thing, not something born. 

But who can remember pain, once it’s over? All that remains of it is a shadow, not in the mind even, in the flesh. Pain marks you, but too deep to see. Out of sight, out of mind.

 

Estou muito entusiasmada para ver finalmente a série, até porque já percebi que o livro foi apenas um ponto de partida para a adaptação em televisão. Há aí alguém que já tenha lido o livro, visto a série ou ambos? O que acharam? Quero saber tudo!

_________

The Handmaid's Tale por Margaret Atwood 

Avaliação: 9,5/10

Semelhante a: 1984, George Orwell e Herland, Perkins Gilman

6 comentários

Comentar post