Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Os 5 melhores brunches de 2017

Tal como tinha partilhado convosco nos meus Planos para Dezembro, vou aproveitar o último mês do ano para vos mostrar o que de melhor vivi em 2017. Adoro esta altura do ano porque gosto muito de fazer balanços e listas das coisas que aprendi, dos livros que li, das viagens que fiz, das músicas que mais ouvi. 

 

Assim, neste primeiro post trago-vos os 5 melhores brunches de 2017. Se me acompanham com frequência no Instagram ou aqui no blog, certamente saberão que fazer brunch é uma tradição que gosto de cumprir todos os fins-de-semana e diria que, este ano, foram raros aqueles em que não usufruí desta refeição. Custou-me escolher apenas cinco porque acho que quase todos os que conheci têm coisa muito positivas, mas cá vai. Resta dizer-vos que não estão ordenados de maneira nenhuma.

 

POST-MELHORESBRUNCHES.png

 

 

1. Ela Canela, Lisboa

Um espaço tranquilo e luminoso, calmo e agradável. É assim o Ela Canela, em Campo de Ourique. Como se isso não bastasse, há ainda uma preocupação em que a comida servida seja o mais orgânica e saudável possível. Podem ler mais sobre este sítio maravilhoso aqui.

 

melhores-brunches-ela-canela.jpg

 

 

2. Zenith, Porto

O Zenith foi amor à primeira vista e valeu a pena todos os minutos que fiquei na fila à espera. Conheci o espaço pouco tempo depois de abrir, numa das minhas visitas ao Porto, e fez-me lembrar os brunches que provei em Nova Iorque. Esta e outras delícias do Porto para conhecer aqui.

 

melhores-brunches-zenith.jpg

 

 

3. Pot Luck, Glasgow

Mesmo em viagem gosto de procurar os melhores sítios para fazer brunch e a nossa roadtrip deste Verão pela Escócia não foi excepção. E é curioso que tenha sido na cidade que menos gostei - Glasgow - que comi um dos melhores brunches deste ano. Estava tudo perfeito, mas vou sempre guardar aquelas panquecas com lemon curd na minha memória. Podem ler mais sobre Glasgow neste post.

 

melhores-brunches-pot-luck.jpg

 

 

4. Kitchen Dates, Lisboa

O que é que pode ser melhor do que um brunch caseiro? Eu digo-vos: um brunch preparado com amor e com vontade de dar a conhecer a alimentação vegana. Foi esse o motivo que levou o R. e a M. a abrirem as portas de sua casa, sentarem dez pessoas à mesa e cozinhar para elas. Um brunch que começou em Amesterdão e veio com eles para Lisboa, que podem conhecer melhor aqui.

 

mehores-brunches-kitchen-dates.jpg

 

 

5. Chef Nino, Lisboa

O brunch do Chef Nino, ali na LX Factory, foi um dos primeiros a aparecer na cidade de Lisboa, mas apesar de estar na minha lista há muito tempo, só este ano consegui finalmente lá ir. A experiência não desiludiu e foi uma excelente forma de celebrar dois anos de namoro com o Guilherme e o primeiro aniversário da nossa casa. Para saberem com mais detalhe o que achei, basta ler aqui.

 

melhores-brunches-chef-nino.jpg

 

 

Os mais atentos vão certamente estar a questionar-se porque é que não incluí o Brunch do Mundo nesta lista, já que foi um dos temas mais recorrentes do blog nos últimos meses. É uma questão de ficarem atentos aos restantes posts sobre o melhor do meu ano.

 

Até lá, digam-me: quais foram os vossos melhores brunches de 2017?

2 comentários

Comentar post