Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

House Raposo: ver Game of Thrones em Westeros

HOUSERAPOSO-POST.png

 

Fui só eu que acabei de ver o episódio de ontem de Game of Thrones com o coração aos saltos na garganta? Meu Deus, finalmente começa a acção e a série consegue voltar a ser crua e inesperada - exactamente aquilo que gosto nela.

 

Acho que o episódio se resume à frase do Littlefinger que o Bran vai recuperar, para lhe mostrar que sabe mais do que ele julga. Chaos is a ladder. Às vezes precisamos de deixar que o caos ganhe forma e cresça, para conseguirmos trilhar o nosso caminho. Não pensem que vou usar este post para falar apenas do episódio de ontem - embora merecesse -, mas sim para vos contar a forma como o vi.

 

Um pequeno à parte antes de começar: eu não gostava de Game of Thrones. Quer dizer, eu achava que não gostava da série simplesmente porque temas fantásticos e medievais nunca me atraíram, nem na história, nem na ficção. Até que, quando estreou a sexta temporada, comecei a deitar um olho enquanto o Guilherme assistia aos episódios e rapidamente fiquei presa. Tanto que, até estrear a temporada actual, estivemos numa maratona desde o início. Comecei por tentar ler os livros, mas estava tão curiosa que os deixei para depois e dei prioridade à série.

 

Por isso, quando conheci a House Raposo, quis logo juntar-me a eles para assistir a este quarto episódio. “Mas o que é a House Raposo?”, perguntam vocês. E eu respondo-vos que é uma das melhores ideias que conheci nos últimos tempos. Numa casa bem característica de Lisboa, três fãs de Game of Thrones organizam jantares temáticos e projecções desta sétima temporada.

 

house-raposo.jpg

 

Ao entrarmos no Covil da Raposa, somos imediatamente transportados para Westeros. Há pedacinhos dos Seven Kingdoms por todo o lado e memórias do que já se passou até agora na série. Tudo está muito bem decorado e cada detalhe consegue transmitir-nos o amor e dedicação que só verdadeiros fãs de Game of Thrones conseguiriam colocar naquilo que fazem.

 

house-raposo-sala.jpg

joffrey.jpg

 

E essa atenção ao pormenor prova-se no banquete que prepararam para nos acompanhar durante toda a noite. Na mesa esperavam-nos Frutas dos Sete Reinos, Queijos e Enchidos de Winterfell, Hummus das Summer Islands, Batata Doce à Highgarden, Catelyn's Salad e a incrível Joffrey's Pigeon Pie. Regámos o jantar em honra do Tyrion com sangria, cerveja e limonada de frutos silvestres, tudo à descrição.

 

mesa-banquete.jpg

house-raposo-mesa.jpg

queijos-winterfell.jpg

batata-doce-highgarden.jpg

joffrey-pie.jpg

catlyn-salad.jpg

banquete-house-raposo.jpg

 

Quando o episódio acabou e estávamos todos com os nervos à flor da pele (e alguns com o coração na boca), chegaram os Sansa's Lemon Cakes e o Milk of the Poppy (mousse de lima com chia) para acalmar os ânimos e terminar com um sabor doce.

 

game-of-thrones.jpg

 

Se são fãs de Game of Thrones, não podem perder esta experiência. Não só por ser tudo temático e feito com verdadeira paixão, mas sobretudo pelo convívio que se cria, já que ali todos são fãs da série. As marcações são feitas por e-mail e podem saber tudo através do Facebook e Instagram da House Raposo. Despachem-se, porque só há 10 lugares disponíveis por cada episódio! Pelo sim, pelo não, eu já garanti lugar para a season finale - possivelmente o melhor episódio para ver no Covil da Raposa.

 

Já tinham ouvido falar desta iniciativa ou estão curiosos por experimentar? Conhecem outras semelhantes? Contem-me tudo!

5 comentários

Comentar post