Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rita da Nova

Ground Burger: luz e boa comida

GB-POST.png

 

Gostava de começar este post com um disclaimer: eu não como carnes vermelhas. Não porque seja vegetariana ou tenha visto o Cowspiracy - não como simplesmente porque não gosto. E se houve uma altura em que tinha que comer aquilo que me punham à frente, a determinado momento (quase inconscientemente) as carnes vermelhas foram saindo da minha alimentação.

 

É estranho, portanto, que me vejam a falar de uma hamburgueria, que é um tipo de restaurante que normalmente não frequento por motivos mais ou menos óbvios. Mas quando existem alternativas - como carnes de aves, peixe ou vegetariano - sou menina para devorar um belo hambúrguer. Por isso, quando a Rafa me falou do Ground Burger, fui logo à Zomato ver se tinha alguma coisa que gostasse. Normalmente vou para os vegetarianos, mas o Ground Turkey, de perú, prendeu-me a atenção ainda antes de visitar o restaurante.

 

A verdade é que acabei por não jantar nesse dia com a Rafa, mas o desejo de hambúrguer manteve-se lá e decidi visitar o Ground Burger numa sexta-feira ao final do dia, para fazer uma mini celebração pelo facto de a minha gripe ter finalmente passado. É que não só sou uma péssima doente, como arranjo forma de celebrar até as mais pequenas coisas. E não podia ter escolhido um sítio melhor para o fazer.

 

ground-burger.jpg

 

O Ground Burger fica pertinho da Gulbenkian e é um espaço cheio de luz: para além de ter amplas janelas, tem também uma decoração muito simples e clara. Exactamente o estilo de que eu gosto. Tinham-me dito que enche muito ao final do dia, por isso decidimos ir relativamente cedo e durante algum tempo tivemos o restaurante quase só para nós.

 

“Sabes que eles aqui têm cerveja artesanal?”, perguntei ao Guilherme, sabendo que ele ia gostar. “Só temos cervejas artesanais”, interrompeu-me o senhor que nos atendeu, com um grande sorriso. Pedimos sugestões de cervejas para acompanhar o hambúrguer, já que ambos gostamos mas nenhum de nós é especialista. Foram tão simpáticos connosco, que nos deram a provar uma série delas antes de nos decidirmos. A Red Mosquito foi a escolhida, por ser mais forte e encorpada.

 

ground-burger-1.jpg

 

E o que dizer dos hambúrgueres? Bom, posso começar por dizer que era exactamente aquilo que me andou a apetecer durante todo o período de gripe. Foram a verdadeira definição de comfort food, mas sempre com um sabor muito caseiro - ou não fossem os hambúrgueres e os buns feitos lá, todos os dias. Escolhi o Ground Turkey (que tanto me tinha ficado na cabeça) e o Guilherme, fã de coisas picantes, preferiu o Chilicheese. Como não somos propriamente adeptos de batatas fritas, optámos por acompanhar com uma salada e onion rings (que, pasmem-se, são marinadas em cerveja antes de fritar).

 

turkey-burger.jpg

chilicheese.jpg

onion-rings.jpg

 

Não sei se são os melhores hambúrgueres de Lisboa - porque como sabem, não costumo comer muitos - mas posso dizer-vos que gostei mesmo muito do Ground Burger, não só pela comida como pelo espaço e pelas pessoas que tão simpaticamente nos atenderam. E gostei tanto, que regressei lá ontem, para celebrar o 4th of July a preceito, novamente com um Ground Turkey.

 

ground-turkey.jpg

 

Mesmo já não suportem hamburguerias, têm aqui um espaço realmente diferente e delicioso. Atirem-se, pessoas, atirem-se!

  

Ground Burger Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

7 comentários

Comentar post